Nós, Os Invisíveis

Nas grandes tragédias, as pessoas se unem… No medo, principalmente. O que a princípio deveria representar oportunidade única de empatia, acolhimento e solidariedade, transforma-se em medo, afastamento, temor e preconceito. Não estamos num ponto do quebra-cabeças cósmico, no qual verificamos esse fato com base no passado. Está acontecendo agora, com o mundo. E estamos no … Read moreNós, Os Invisíveis

O deserto que atravessei

Mais uma vez, suava frio (de medo) sob o sol do deserto. A aridez estendia-se até o horizonte. Este era o cenário padrão de alguns sonhos muito ruins da minha infância. Por mais que fossem apenas pesadelos, cresci com alguma gastura, uma aversão instintiva às imagens belíssimas de lugares assim, até mesmo quando se tratavam … Read moreO deserto que atravessei

O Amor cabe nos menores espaços

Texto: Claudia Sampaio | Ilustração: Gisele Caldas Sempre vivi em harmonia com animais. No entanto, quando bem jovem, morei uns tempos com uma família, cujo cão era imenso, e por seu confinamento, extremamente bravo, de guarda. Ele era agressivo inclusive com amigos íntimos da casa, indistintamente. Era preso ao sinal da campainha. Nossa primeira interação … Read moreO Amor cabe nos menores espaços

Coragem é ação

Texto: Zeneide Batista | Ilustração: Gisele Caldas Vivemos dias de intensos movimentos sociais, econômicos, ideológicos, enfim, um tempo muito esperado, como tempo de grandes mudanças, porém junto com toda essa agitação encontramos também o medo sendo amplamente espalhado , através de notícias as vezes sensacionalistas. O fato é que todos nós em algum momento percebemos … Read moreCoragem é ação

Como driblar o medo que o mundo nos impõe a todo momento?

Artigo de Marcelle Sampaio | Ilustração de Gisele Caldas Coragem essa é minha resposta para essa questão. Aquela coragem que nos diz que a ação vem do coração, não a coragem da pura valentia. Temos que agir com valentia sim, mas para não cedermos aos empurrões do ego que nos afastam do Amor, para então … Read moreComo driblar o medo que o mundo nos impõe a todo momento?

Longe do medo, perto do Amor

Tradução anônima do poema After a While, de Veronica Shoffstall “Depois de algum tempo você aprende a diferença, a sutil diferença entre dar a mão e acorrentar uma alma. E você aprende que amar não significa apoiar-se, e que companhia nem sempre significa segurança ou proximidade. E começa aprender que beijos não são contratos, tampouco … Read moreLonge do medo, perto do Amor