Disciplina é liberdade

Texto: Fátima Pedro | Imagem: Gisele Caldas

Disciplina
Ilustração Gisele Caldas

Quando comecei a pensar no tema desta semana, imediatamente, me veio à mente uma frase de Renato Russo: “Disciplina é liberdadeeeee” – até cantei. 😀
Mas….. Espera aí!!!!!
Como assim?
Liberdade, se, para cumprirmos nossos compromissos, precisamos criar uma rotina? Se, por longo tempo, me senti presa a essa mesma rotina?
Rotinas e obrigações a serem cumpridas me trouxeram à lembrança um longo período de minha vida, onde eu era obrigada a cumprir, rigorosamente, uma rotina no trabalho e em minha casa. Eu me sentia um robô, para não dizer prisioneira. Tudo tinha que ser feito naquela hora e naquele dia, sem levar em consideração se eu queria, ou se eu estava com disponibilidade para executar aquela tarefa.
Foram muitos anos assim.
Quando me aposentei do trabalho, há 6 anos, fiquei parecendo um “cachorro quando cai da mudança”. Já imaginaram a cena?
De uma hora para outra eu não tinha mais que ser  disciplinada, pois não havia mais a rotina diária para executar aquelas tarefas.
E agora? O que fazer com o tempo que eu usava para trabalhar?
Não foi fácil criar uma nova rotina, porém eu não estava disposta a me sentir prisioneira de nada e nem de ninguém. “Nunca mais” – eu dizia!
Deixei a vida me levar, literalmente. O que eu parecia mesmo, era um barco à deriva.
Com todo conhecimento que eu havia adquirido sobre espiritualidade, sobre a mente humana, as relações com nossas dores e dissabores…. Olhava…. e não sabia que rumo tomar.
Até que, aquela LUZ da essência, que a gente tem no fundo do nosso coração, mais uma vez, me obrigou a encontrar uma saída.
Eu precisava criar um novo jeito de olhar e de sentir a vida.
Não havia necessidade mais de me sentir presa a uma rotina; mas, era preciso encontrar novos caminhos, novos objetivos e criar novas perspectivas.
Aos poucos, tudo foi ficando mais claro e novas possibilidades foram surgindo.
E é chegada a hora de me libertar das amarras do medo, da preguiça e da procrastinação.
Confesso que, ainda me perco um pouco, mas tenho buscado abrir os olhos, consultar meu coração e estar mais atenta à disciplina, estabelecendo um caminho flexível, ao qual, neste agora, posso me adaptar.
Encontrei uma frase do psicanalista Flávio Gikovate, que diz o seguinte: “Disciplina é a capacidade que permite à razão ser mais forte que a preguiça.”
Óbvio que, nem sempre a preguiça nos impede de executarmos nossas tarefas. Quantos homens e mulheres, com seus diversos afazeres com o trabalho, o lar, os filhos, o estudo, se perdem em suas rotinas e acabam adoecendo?
Penso que, na verdade, o que nos falta é “organização”. Podemos estabelecer uma “rotina flexível”, para que, neste agora, possamos estabelecer prioridades e nos adaptarmos  àquilo que nos propusermos.
Que tal fazermos um pacto entre nossas individualizações, nos libertando dos velhos padrões?
Se somos “mestres de nós mesmos”, unindo “Mente & Coração”, podemos criar novos hábitos, para atendermos aos nossos compromissos com disciplina, sem rigor, mas com muito amor, por nós e por tudo o que existe ao nosso redor.
“O princípio da não resistência segue o curso da menor resistência”, está contido na Lei do Amor – segundo o Codex.
E sobre o disposto, também na Lei do Amor: “colocar o bem estar, a ocupação e os sentimentos para com os outros, acima do eu.”, eu acrescentaria que, podemos sim, estabelecer prioridades, visando o nosso bem estar, a nossa ocupação e os nossos sentimentos, como prioridade na organização do nosso cotidiano nesta dimensão.
Não se prenda, LIBERTE-SE e PERMITA-SE!
Seja LUZ em cada Agora!

14 thoughts on “Disciplina é liberdade

  1. Sei exatamente o que vc sentiu e sente, durante anos segui uma disciplina rigida ,cuidava dos tres filhotes, casa, mãe e pai relativamente incapazes e uma empresa em concordata , morreu minha mãe, namorado foi embora, papai faleceu e eu me senti perdida ,filhos crescidos ,tudo de uma vez…Fiquei tão só e perdida,que resolvi me indisciplinar total e recomeçar . Fui embora pros States e quem quis foi para lá. Lá reiniciei minha vida cuidando de mim mesma e foi dificil , mas consegui me disciplinar nos estudos e palestras espiritas e noutro cultura entendi e absorvi mais valores . Aposentar . Nunca . Viver e recomeçar todo dia.
    Gratidão !

  2. Eita que a Fátima tocou num ponto prá lá de importante, hein? Quem define o ritmo é a gente, tanto para trabalhar, quanto para descansar… A gente reclama, reclama, reclama, mas é TOTALMENTE responsável pelo cronograma. Affffffffffff Vou pensar duas vezes antes de reclamar DE NOVO que estou cansada.

  3. Não tinha lido o seu texto ainda, Fá… E ouvi exatamente algo crucial (de alguém que amo e me ama) sobre a relação “Mente & Coração” – nada é por acaso, mesmo! Te agradeço, Irmã Querida por me aprofundar esta reflexão – a manutenção amorosa do estar liberta, livre de tudo que nos atravanca o progresso, o desenvolvimento, que é a nossa própria indisciplina. Vc não imagina como suas palavras foram importantes para mim. ❤

  4. Lindo Fátima! Grata por: “Liberte-se e Permita-se”, vivo saindo da disciplina, mas na verdade vou sempre atrás de estudos espirituais,sinto que preciso de mais tempo para isso.Estou no aguardo de minha aposentadoria, para viver melhor.Bjs

    • Erci, amada, sabe o que descobri, depois que Aposentei? Que tenho menos tempo do que quando eu trabalhava. Arrumei tanta coisa prá fazer que fui obrigada a me organizar. E mesmo assim nem sempre consigo cumprir as tarefas agendadas. Por isso falei da “rotina flexível”…. hehehe A gente vai ajustando pelas prioridades. Bjinho

  5. Adorei Fátima… é isso mesmo, ter disciplina é ter liberdade e responsabilidade pelas nossas escolhas…Essa frase diz tudo! !”Se somos “mestres de nós mesmos”, unindo “Mente & Coração”, podemos criar novos hábitos, para atendermos aos nossos compromissos com disciplina, sem rigor, mas com muito amor, por nós e por tudo o que existe ao nosso redor.” gratidão!

  6. Fatima ler seu artigo me levou a uma reflexão da minha vida… vc sabe… como é dificil desprendermos de td q nos aprisionou um dia… eu sei amiga… devemos viver e recomeçar todo dia. Bjs querida.

  7. Texto que me recordo, até uns anos atras. Hoje eu faço a minha disciplina e minha rotina, com responsabilidade, e não me cobro mais com tanto rigor. Mente e coração unidos. Beijos e muita LUZ !!!!!!!!

  8. Fátima, obrigada por mais esse mergulho em mim. Quando li a frase do Gikovate, concordei integralmente com a disciplina mas questionei: razão ou coração? E vi na sequencia você completando meu sentimento com mente & coração. Eu ainda tenho um vínculo de trabalho e repenso o meu tempo para… Se não há passado e nem futuro, decidi viver um dia de cada vez e da melhor forma! Fazendo o melhor por mim e pelos outros. Atenta, pra não perder o momento presente. Grata!

  9. Além de um tema pra lá de pertinente você escreve de um jeito leve, amoroso e toca a cada um que ler.
    Realmente sem a rotina que organiza a vida podemos nos sentir angustiados. O que faz a diferença é se organizamos nossa rotina ou nos deixamos escravizar por ela.
    Gratidão.

  10. Isso mesmo Fátima,escutar e coordenar MENTE E CORAÇÃO eis uma chave de muita luz e abertura para realizarmos o que se é importante para o Agora.Vivenciar as realidades internas na junção dessas conjunturas. Muito boa a sua partilha.Uma proposta bem dirigida e disciplinada!!
    Gratidão!!! Beijos!!
    Sempre na LUZ expandindo a LUZ!!!

  11. Querida Fátima, só agora pude ler seu lindo texto.
    Como você bem disse, agora tenho menos tempo do que quando trabalhava fora. Disciplinar a nova rotina não foi fácil, mas trouxe muitas compensações. Beijos de luz!

  12. Querida, só hoje estou lendo seu texto…olha, serviu direitinho pra mim. Preciso me responsabilizar pela minha vida..ter disciplina é ter liberdade e responsabilidade pelas nossas escolhas…gratidão irmã! Beijos no seu coração

Comments are closed.

%d blogueiros gostam disto: