Sincronias

papa francisco pombaMuito se fala sobre a sincronia que estamos encontrando nos assuntos que nos cercam diariamente e, como repetimos constantemente, nos é impossível dissociar essa experiência, no cotidiano, da mudança energética do planeta e das Leis do Codex.

Nesta semana estamos recebendo em nosso país a representação máxima da Igreja Católica, o Papa Francisco e, independente de que se professem quaisquer outras religiões, doutrinas, credos, filosofias e demais correntes do pensamento humano, o respeito, a dignidade e o afeto que ele demonstra para com todos, nos faz retribuir esses atributos com reverência e atenção, recordando as lições úteis para a nossa evolução.

Estas reflexões não são para fazer apologia, nem propaganda de qualquer evento, organização ou sistema, pois isto contraria a Lei da Descrição. Entretanto, o empenho em seguir a Lei do Amor deve ser considerado e é isso, justamente, o que o Papa Francisco faz. Esse é o motivo que me leva a tecer estas considerações, haja vista a forma repentina com que ele recebeu de seu antecessor o cetro do papado de uma igreja agonizando, não por insuficiência de qualidade doutrinária, mas por negligência de alguns de seus líderes, esquecidos da Verdade e mergulhados na Realidade estabelecida ao longo de tantos séculos de poder e ostentação. Por que foi escolhido um homem nascido em uma terra tão longínqua do centro episcopal?

Segundo os dizeres espontâneos de um comentarista de televisão, “ele recebeu do papa emérito o comando do Titanic, prestes a bater no iceberg”. E ainda completou, que “agora seus esforços são em resgatar os sobreviventes e lhes dar apoio para que se restabeleçam”. Palavras fortes e exaltadas que não deixam de constatar um momento de mudança nos rumos dessa grande nave, mas que demonstram a força interna de alguém determinado a cumprir sua missão com confiança e ousadia.

A vida desse homem, tão simples e comum, comprova que suas atitudes atuais são coerentes com os seus princípios e que ele sempre se dedicou àqueles desprovidos de fama e fortuna, não levando apenas a palavra divina, como também os recursos que podia conseguir.

Nas suas aparições, ele tem mostrado ao mundo, sem nenhuma imposição, que o verdadeiro líder é aquele que entra na vida das pessoas, como ele mesmo disse, “pelas portas do coração.” E para isso ele não precisa ser carrancudo, nem ditar sabedoria. Ele simplesmente sorri e acolhe com carinho.

No seu semblante e nas suas atitudes não há espaço para o medo, reforçando o conceito de que o medo é o contrário do amor.

A essa visita, muitas críticas e observações surgirão, por parte daqueles que ainda não se desprenderam dos laços rançosos e antigos do julgamento, da falta de humildade e das demais bases que sustentarão este planeta no novo Ciclo.

Se prestarmos atenção, não com a nossa mente adestrada, mas com o nosso coração expandido, veremos como ele foi acolhido pelos outros líderes religiosos que foram convidados a participar das cerimônias presididas por ele. Ouvidos pela imprensa, esses líderes deixaram registrada, através de seus depoimentos, a sintonia de disposições em torno da melhoria da qualidade energética dos indivíduos. As palavras foram diferentes, pois cada um tem o seu jargão, mas a intenção era a mesma.

Imaginem vocês o quanto de iluminação esses atos representam, por congregarem diferentes correntes em torno de um só propósito. É a própria Lei da Unidade falando mais alto e calando todo e qualquer esforço de contradição.

A simplicidade, a misericórdia, a humildade, o amor, levaram esse peregrino do Cristo a dizer, no meio de um povo sofrido e carente de uma comunidade esquecida do Rio de Janeiro, que as pessoas que menos têm, são aquelas que não negam um prato de comida, pois colocam mais água no feijão; que “o povo não tem apenas fome de comida, tem também fome de dignidade”; que “a segurança só pode ser mudada a partir do coração humano” e “que a realidade pode mudar; o homem pode mudar”.

Esse compromisso com o crescimento foi reforçado quando o Papa Francisco, ou Pai Francisco, como foi chamado por um jovem, citou uma frase proferida por Jesus que remete à manutenção da esperança: “Eu vim para que todos tenham vida e vida em abundância”.

Novamente, estabeleceu-se a sincronia com várias Leis, especialmente na última citação, com a Lei Universal: “Conhecimento e consciência de que cada ser existente tem do Universo todas as condições para desenvolver-se com pleno potencial, para crescer e para desfrutar, independentemente de sua forma de individualização.”

Sou Um, Sou Tudo, Sou o Mesmo, Sou Luz!

SEJA LUZ!

9 Comments
  1. Reply
    NEUZA MARIA LIMA VIEIRA 26/07/2013 at 11:11 AM

    Maravilhosas colocações para o momento atual. Tudo uma junção, uma união clara e perfeita. Tá tudo ai para quem queira ver e seguir os exemplos e também servir de exemplificações. A expansão da consciência se exalando, deixando nos ares a bondade, a ternura, a caridade, a partilha, o amor ,a verdade a luz do discernimento, a humildade, a clareza e a ordem para os povos. Muito iluminada as conclusões deixadas aqui nessa reflexão.Amei, adorei, Conscientizei mais ainda, talvez reforcei essa celebração já avançada nos meus corpos inferiores,sobre estas novas posturas já instalada no Planeta, graças a DEUS!!!!!!

  2. Não tenho nada contra o Papa Francisco, especificamente, mas me preocupa demais a relação da Igreja Católica com a política corrupta, máfia, fábricas de armamento bélico e bancos que sustentam toda essa rede.

    Sem falar, nos assuntos civis em que a Igreja opina, sem ter qualquer conhecimento científico, tendo como base somente os seus dogmas e interesses. Me refiro em relação à defesa dos direitos dos homossexuais, regulamentação das drogas, uso da camisinha para um sexo seguro e etc.

    • Bem Andre, como não dizer que há coerência no que diz? Agora, peço que imagine que são 2 mil anos de baderna e apenas uma vontade atual de colocar as coisas em ordem. Não estamos aqui para defender a Igreja Católica ou qualquer outra denominação ou filosofia, porém, é notório que há uma diferença… e é para melhor… Assim, vamos investir nossa energia nesse propósito de transformação e deixar que ele se expanda. O que é ruim já sabemos. Vamos às boa novas! Seja Luz!

  3. Reflexão maravilhosa, querida Iara! Sim, dá para perceber e sentir, que o Papa Chico, veio para colocar ordem na casa, após séculos de ganância e deturpações do legado que Cristo deixou-nos. O Papa é pop! Está aí para ajudar na evolução planetária! Gratidão, Iara!
    Abração de LUZ!

  4. Algumas pessoas vem dizer que o Papa é maluco por não ter medo de estar tão perto das pessoas,ignorando a segurança armada,mas é esse exemplo dele que fará com que muitas coisas mudem, pois ele sabe que afastar o medo é estar cada vez mais próximo do amor e acredito que essa mensagem será passada com as atitudes dele para muita gente!Grata,Iara!

  5. Iara, colocar em palavras tudo aquilo q estamos vendo hj no sentido + puro de por em pratica aquilo que realmente acreditamos, faz toda a diferença. lei do amor, da unidade, da confiança, do dar de coração tão aberto q a única coisa q volta é esse amor de todos independente de suas próprias crenças, pq Deus é único, sem cor, nem raça, nem forma.
    É um verdadeiro prazer sentir toda essa energia em movimento nessa época tão esperada.
    Grande abraço.

  6. Parabéns!! Como não vê o lirio que brota do pantano, esse momento não pode ficara atrlado ao passado,estamos caminhando para o futuro, isso é o que importa. Não estamos nesse momento impar para confrontar ,e sim para astearmos a bandeira do olhar amoroso que confia nas promessas de um mundo melhor. E o vimos com o Papa Francisco foi um movimento onde as energias do amor e luz fluiam visivelmente. Não sou católica, mais me sensibilizei e fui as lágrimas, vendo no coração de tantas pessoas,, a fé sendo brotada nas almas, acostumadas a serem vistas pelo outro…O olhar de Francisco era o olhar de quem ama e sabe despertar o amor, isso é o que a humanidade precisa. Muito feliz por está no Era de Cristal!!! Mais uma vez Parabéns, pelo artigo, Somos Um.

  7. Lindas palavras, reflexões perfeitas. Estou sempre aprendendo. Agradeço por colocarem em palavras o que meu coração fala. Grata a Iara e equipe.

  8. Reply
    Uiara Andriewiski 02/08/2013 at 8:30 AM

    Muitas lágrimas de emoção eu derramei em 5 dias os quais tive o privilégio de passar em Copacabana.
    Eu e Ivan tivemos a sorte de testemunhar a mais forte e pura “ENERGIA”.
    E, ao ter mais uma vez, o privilégio de ler palavras tão lindas e perfeitas, que você Iara, sabe colocar tão bem, lágrimas de emoção, rolaram dos meus olhos.
    A JMJ e o nosso Papa Francisco foram realmente, momentos de SIMPLICIDADE, DESCRIÇÃO, MISERICÓRDIA E HUMILDADE.
    ObrigadA, ObrigadO, Muito e Muito ObrigadAO.
    Luz…

Leave a reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Unaversidade