Sexo e o Novo Ciclo

energia sexual 2

Por Alê Barello

Como a questão “sexo” é tratada nesse Novo Ciclo?

Como sempre deveria ter sido! Naturalmente!

Sexo é um componente importante de nossa inteireza como seres individualizados.

Nós, humanos, precisamos usar toda a nossa capacidade física, mental, emocional, cognitiva e energética e quando nos dividimos, em um aspecto ou outro, privilegiando um dos prismas em detrimento dos demais, ficamos desequilibrados e nos custa a achar a estrutura novamente.

O que temos que compreender é que nenhuma questão ligada a uma atividade biológica reflete apenas nesse nível.

Quando comemos demais ou de menos; quando dormimos exageradamente ou quase nada; quando fazemos atividades físicas desmedidamente — ou nenhuma —, não estamos no eixo. Por que seria diferente com as questões sexuais?

Então, em termos práticos, no nível físico, continuamos a ser aquelas individualizações biologicamente programadas para ter atividades sexuais.

Emocionalmente, as coisas já são diferentes.

A transparência deste Novo Ciclo tende a dirigir nossa atenção e atração consciente por aquilo que ressoa em nós. Será muito difícil, daqui a algum tempo, não aliar os aspectos físicos e emocionais, porque estamos nos revelando e se você percebe o “além do físico” no outro e tem consciência disso, em relação a nós acontece exatamente o mesmo: somos percebidos. O “bonito por dentro” vai ficar visível por fora, por entre, abarcando as características físicas. Mas o “feio” também!

Quanto à energia, esta sim está sendo reconstruída em termos de funcionamento e refletirá, por sua vez, tanto no físico, quanto no emocional.

No Ciclo anterior os chakras mais atuantes eram os inferiores, por ordem: básico, umbilical e plexo solar. Neste, o cardíaco, laríngeo e frontal agem catalisando as energias e assim, “sentir, comunicar o sentimento e ver além” transformam-se no tripé do relacionamento, muito mais do que “possuir, manter e demonstrar”, o que representava o velho padrão.

Levando isso para a área dos relacionamentos e incluindo em relacionamento, um pequeno componente, que é o sexo, tendemos a estar mais sensíveis, a comunicar nossas necessidades e emoções com mais afinco e principalmente, a enxergar no outro suas características e intenções.

A consciência vinda com a evolução planetária mexe com todos os aspectos de nossa existência e não deixaria de incluir o relacionamento sexual.

E como seres completos e complexos, evolucionais e inconstantes, impulsivos e altamente conservadores no que diz respeito à nossa preservação, vamos continuar buscando os parceiros, sabendo, todavia, que não se trata de completar, uma vez que somos inteiros e UM, mas de retornar…

Toda forma de relacionamento é um retorno. Nos adicionamos ao outro e nos deixamos adicionar e assim, aquela felicidade que achamos que temos porque há um parceiro, nada mais é do que a certeza de que somos o mesmo e chegamos mais uma vez, em casa.

Seja Luz e Seja Amor!

___________________________________________________________

* Nota

Na semana passada fizemos uma experiência muito interessante no nosso grupo do Movimento Era de Cristal no Facebook: uma maratona de “Perguntas Bestas”!

Estávamos apelidando de “bestas”, aquelas questões que as pessoas sempre quiseram fazer, mas por timidez, ou autocrítica muito elevadas, não conseguiam, com receio de se exporem publicamente e alguém, quem sabe, responder-lhes que aquilo era primário, inadequado ou já abordado.

E elas foram surgindo… a princípio, muito objetivas e depois, profundas e surpreendentes.

Uma delas não foi respondida lá e virou o artigo: “Inadequação, problema ou transformação”, escrito por Iara Bichara e outra, o nosso assunto de hoje: sexo.

Num dia em que muitos estão voltados para a energia do amor, da entrega, da parceria e da cumplicidade, o tema cabe como uma luva.

Feliz 12 de junho! 🙂

9 Comments
  1. Intão foi por isso! kkk ^^D Sério, relacionamento recente: A moça táva tão transparente pra mim que se assustou quando a mostrei pra ela mesma. Susto devidamente correspondido, pois, conscientemente ou não, ela fez o mesmo por mim.

    Resultado: Caco de namoro pra tudo quanto foi lado! ^^D Texto muito pertinente! Essa objetividade em ensinar espiritualmente algo sobre sexo ainda é muito rara. Até em círculos esotéricos, onde teoricamente se espera ausência de tabus, poucas vezes esse tema é abordado tão claramente assim. Até a morte é tabu, mesmo em meios reencarnacionistas, e isso ainda é triste rsrs. Ótimo texto! Gratidão! =)

    • Carlos Alberto: pensa assim, ó: se deu em caco, daria, de qualquer jeito. Eu agradeço por todo relacionamento que não funcionou, porque me trouxe até o que funciona no agora. Melhor que seja rápido, porque a gente tem tanta coisa boa para fazer e ser, né? Amém e que venha o bom e duradouro, ou o que for, mas com felicidade! 😉

      • ah Alê! Bastou um mês! kkk ^^D Por outro lado, sinto mesmo que não vai demorar, o pote no fim do arco-íris deve ser de vidro tbm! Mas ainda assim que seja vidro bom! ^^D

  2. Perfeito, Alê…
    Como uma pergunta que, inicialmente, me pareceu sem tanta importância, pode ser respondida com tanta sabedoria… tranzendo-nos LUZ, mais uma vez. Muito grata!!!!

  3. Muito bom e elucidativo esse texto e é claro que essas perguntas bailam na nossa cabeça, e realmente não são todos que estão aptos a responder e aqui foi feito de forma muito clara. Grata.

  4. Reply
    marilda benevides 12/06/2013 at 1:45 PM

    Adorei o artigo, grata!

  5. Adorei! Como sempre, Alê querida, trocas em miúdos os novelos de lã em nossas cabeças! Gratidão! <3

  6. Muito Bom!!
    Este texto veio elucidar muitas coisas para mim.
    Gratidão Alê!!

  7. Excelente texto, colocando luz em aspectos importantes do relacionamento amoroso, porque a gente pensa sim, o que está diferente em mim? O que está acontecendo com minhas escolhas? Obrigada querida Alê!

Leave a reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Unaversidade