Precisamos saber pelo que o coração bate

Texto: Ale Barello | Ilustração: Gisele Caldas | Música: Itamar Assumpção
 
Ilustração: Gisele Caldas®

Ilustração: Gisele Caldas®

Me coloco de ponta-cabeça para tentar compreender; continua difícil.

Joaquim Barbosa, Ministro do Supremo Tribunal Federal, antecipa sua aposentadoria.

Tenha ele problemas físicos, falta de vontade de prosseguir, ou um projeto a longo prazo fora do escopo de nossa bola de cristal, a decisão é de foro íntimo, ou seja: não depende do que queremos, ou achamos que seja melhor para a nação — se é que já estamos em condições de saber o que é melhor para qualquer coisa!

Na sequência, uma sensação pública de perda: e agora, o que será de nós? Onde está o novo guardião da justiça?

Meu questionamento é objetivo e revela um ponto-cego no espelho da vida em sociedade relacionado à postura das pessoas, nem só conhecidas, importantes, ou famosas.

Estamos tão distantes dos valores verdadeiros que quando alguém resolve ser íntegro, é preciso aplaudir?

Esqueça o Ministro Joaquim, pense no Papa Francisco. Talvez há muito tempo não tenhamos notícia de um Papa que decidiu cumprir a tabelinha de assuntos papais autênticos, de acordo com o o que o Mestre deles pregava, promovendo a união, quebrando paradigmas, distribuindo palavras de paz.

Nem política, nem religião te interessam, certo? Lá vai outra chance de entender o ponto…

A mídia diz que este ano a Campanha do Agasalho 2014 bateu recordes de doação e nem começou direito, estamos nas primeiras semanas e ela segue até agosto. Ótimo. Mas, de alguma forma, poderia ser diferente?

O que me causa estranhamento é o fato de estarmos pasmos porque as pessoas são boas, justas, honestas ou solidárias! Eu, por exemplo, me peguei outro dia admirando a inteligência de um inventor adolescente e no segundo seguinte, tive que dar risada e relembrar que ele apenas está usando o que lhe é de direito. Claro que é lindo de se ver. Lógico que vou aplaudir. Mas não posso ESTRANHAR!

“O ser nasce bom e a sociedade o corrompe.”

Rousseau que vá descascar baunilhas!

O ser nasce bom e se esquece disso, oras!

Nossa herança de Luz é o bloco fundamental da constituição de cada individualização, e se estamos admirando o óbvio — o bom, o belo, o justo —, isso só pode representar duas coisas: ou estamos cegos, ou poucos de nós estão verdadeiramente sendo o que deveriam ser!

E se a segunda opção for sensata (acho que a primeira é mais comum, todavia), também há um “pulo do gato”…

Quem sabe a que veio, tem como baliza o coração: ele funciona como um farol e indica o caminho correto. Se algo não está alinhado, o caminho não é aquele. Volte, reveja, deixe que as batidas movam suas pernas e te levem para o seu local neste agora.

Nem sempre sei porque meu coração bate feliz… mas se ele sabe, está tudo certo!

Seja Luz! 🙂

Coração Absurdo

O meu coração é um absurdo
Bate forte bate fraco
Bate surdo mudo
Bate por nada bate em vão
Bate por tudo
Bate pouco bate muito
Bate por ti sobre tudo

8 Comments
  1. Reply
    Claudia Sampaio 30/05/2014 at 9:41 AM

    Adorei a tarefa que vc sugeriu ao Rousseau… rsrsrs E concordo. Acho que esta percepção corrigida nasce da compaixão. O ser apenas se esqueceu. Tem uns (e me incluo nesta categoria) cuja amnésia é mais severa é verdade. Depois de tantos exemplos que não faltam – geralmente são os arautos de cada filosofia religiosa ou existencial, realmente é de se espantar que a bondade e a integridade ainda nos causem esta comoção, porque nos parecem muito RARAS, mesmo tendo decorrido tantos séculos. Gratidão por seu TUMTUM, alinho o meu ao seu TUMTUM, feliz!

  2. “O ser nasce bom e se esquece disso, oras!”… Então basta que nós relembremos essa qualidade, e apliquemos em nossos caminhos… Mudando as rotas sempre que necessário!! gratidão!!

  3. Gisele….meu coração sabe sim porque bate tão feliz!!….Por tão lindas representações de amor e dedicação… parabéns querida!!! gratidão

  4. Reply
    Uiara Andriewiski 30/05/2014 at 10:58 AM

    MEU CORAÇÃO NESSE AGORA, BATE POR MIM, POR VOCÊ, PELO BRASIL, INSERIDO NO MUNDO!!!
    MUITO VÁLIDO ESSE TEXTO. ESTOU QUASE AGRADECENDO A APOSENTADORIA DO EX MINISTRO. AFINAL GANHAMOS SUA REFLEXÃO.

  5. Esta mãozinha… Quanto simboliza e se sincroniza com o artigo. As expressões que usam mãos… Mão da justiça, dar uma mãozinha, “não saber a mão esquerda o que dá a mão direita”, mão de cura, mão inventora, a decisão está nas suas mãos, mão na roda, mão que lava a outra, lavar as mãos, levante suas mãos para o céu, etc, uma infinidade delas – que temos feito do potencial de nossas mãos, o quanto ela vivencia esta dissonância entre o que desejamos de coração e o que atendemos por conveniência, comodismo, omissão… Gratidão, Gisele, não poderia ser mais perfeita. Parabéns por seu Dom de Luz. Beijos, Querida, com as mãozinhas unidas… <3

  6. Reply
    Claudia Dantas Fonseca 30/05/2014 at 2:53 PM

    Fui brindada com uma semana repleta de INformações e re-questionamentos. A vida lá fora anda meio “ tumultuada ” com ares nada organizado. Observo uma grande quantidade de pessoas “alvoroçadas” pelo que anda acontecendo ao redor – lá; no lá fora – no que a mídia geral informa – escuto, vejo, assisto e tudo me leva a crer que os próximos prognósticos são de arrepiar. E que alguns desejam “ avacalhar “ com a moral, integridade, ética e tantos outros valores * que nos norteiam para uma boa convivência em sociedade.
    Rosseau em parte estava certo.. a partir do momento que ele deixou-SE, ser influenciado pelo “ externo “ deixou de escutar sua Fonte – o Coração !
    Outros dirão que estes valores* estão fora de moda e são démodé . Olho, e observo, mas dentro de mim… ainda ressoa uma parcela que insiste em julgar.. .
    Como posso utilizar meu juízo de valor, sem julgar? Só há uma maneira: entrando em sintonia com o meu coração. Lá , e Eu devo afirmar , “ Aqui ” dentro de mim , de cada um de nós, há o seu melhor indicador.
    ( * estes valores nos são relembrados pelo Codex )

  7. Reply
    marilda benevides 30/05/2014 at 6:00 PM

    Tum tum tum…em uníssono com o de todos vocês, em uníssono com a luz! Gratidão!

  8. Vamos continuar mantendo o foco no agora, o marca passo do meu coração esta e m sintonia com o marca passo do seu coração e quando estamos juntos TUMTUMTUMTUMTUM In Lak’ÉchTun > (Eu sou o outro TUMTUM.)

Leave a reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Unaversidade