Pergunte a quem sabe

Ele estava inquieto.

Há meses perguntava-se sobre o rumo a tomar quanto a uma mudança drástica. Tinha vontades e empecilhos. Não sabia nem por onde começar.

Estava no final do seu curso da faculdade e prestes a receber um diploma, o qual, agora sabia, seria muito mal utilizado. Ele não nascera para aquilo. Cada vez que saia do estágio era como o abrir de portas da penitenciária. Era isso que queria para a vida toda?

Mas e o tempo empregado? E as noites sem dormir por causa de provas, trabalhos, seminários e TCC? Tudo por água abaixo? Tudo em vão?

Sorte dele que tinha amigos e conselhos não faltariam para o bem de seu futuro. Pensou no quanto esses amigos foram importantes quando estava escolhendo o curso universitário. Tinham dado apoio, torcido pelo sucesso no vestibular e quase todos  tinham também, ido à comemoração do “bicho” que entrara na primeira lista de uma Federal.

Andou pela calçada evitando o sol e pisou na faixa de pedestres. A luz amarela e depois vermelha estancaram seus passos no meio da travessia e em nanosegundos teve que se perguntar se deveria ir ou ficar, correr o risco ou recuar, o que finalmente fez, numa corrida de costas, desajeitada e perigosa.

Verde, mas ele não andou. Parado ali, a um passo de atravessar, sentiu o prazer de uma epifania.

Não precisa, desta vez, das palavras dos amigos.

Era ao coração que deveria perguntar, até porque, se deu conta de que nenhum deles estava debaixo de sua pele, ou entendia o que nem mesmo ele podia compreender. Tudo o que haviam feito até então, era o simples uso correto da amizade: apoio, alegria, solidariedade e companheirismo. Contudo, as escolhas sempre foram dele. Como não havia percebido isso antes?

Se iria desistir do diploma ou usá-lo; se seguiria uma carreira no que estava prestes a ser diplomado, ou não, ainda não sabia, mas tinha certeza de que a pergunta era dele e a resposta também.

Agora poderia atrevessar. A rua e a vida.

Comments

  1. Rosi Santos

    Perguntar ao coração… muito bom o texto. Preciso me conectar mais vezes ao meu coração. Gratidão por lembrar que o coração sempre está aqui a nos guiar.