Olhar de Luz

“Quem olha para fora sonha, quem olha para dentro desperta.” – Carl Jung.

Por que fechar os olhos?

Porque mesmo com os olhos bem fechados, você pode enxergar. Talvez, até melhor.

Com outra Luz. A Luz do seu coração.

“Antes que algo se manifeste numa dimensão física, existe preparação e criação de imagens […]. Isto tudo é uma antecipação do que será criado e manifestado no ambiente e na dimensão física.

Isso tudo é feito dentro da consciência, dentro e através da consciência e é assim que se cria a mudança física, numa determinada dimensão.” – Codex.

Esta Luz tem a força da criação, da sustentação, da transformação.

E às vezes, a realidade que se apresenta desafiadora demais, precisa ser gestada antes, dentro de você mesmo.

Com carinho, com atenção, com qualidade.

De olhos cerrados, dentro do Espaço do Coração, ou em prece, em mantra, em meditação.

Esta é uma das razões para tantas práticas conscienciais orientarem como primeiro passo: feche seus olhos.

Aí dentro, em conexão com a Fonte, você descortina a Verdade. As ilusões fenecem. E as inspirações brilham. O equilíbrio é restaurado. Tudo é possível.

“Toda e qualquer imagem interna sujeita à atenção com qualidade, se exteriorizará.” – Codex.

E enquanto seus olhos permanecem fechados, em oração, louvor, gratidão ou contemplação desta Verdade de que somos Um e o Mesmo, a Luz de dentro se expande, expande.

Então, ao abri-los, sua íris é pura Luz: compreensão e sabedoria.

Quando seu olhar decidir pousar mais uma vez, sobre o mesmo aspecto da realidade, o seu poder de agir com presença, consciência e menos resistência e mais amor terá crescido muito mais.

Você precisava desta pausa, desta antecipação, para preparar sua percepção, seu olhar e calibrá-lo com toda a Luz que você já é.

Com este hábito (praticado com frequência e disciplina) chegará um momento que a sua realidade vai se assemelhar ao seu sonho mais querido e alinhado e vibrará tanta, mas tanta Luz que suas pupilas irão se contrair bruscamente e não lhe restará outra opção, a não ser fechar os olhos, de novo.

Para agradecer imensamente por ter despertado.

Seja Luz.

9 Comments
  1. Que lindo!!! 🙂 amei, irei praticar mais vezes!!! Grata, veio em um momento muito oportuno.

  2. Belo artigo. Porém para que possamos estar realmente alinhados conforme nos coloca o artigo, é necessário treino , disciplina, coragem e ação. Grata pela reflexão.

  3. Sempre com inspirações iluminadas,Claudinha!Gratidão!

  4. Lindíssima mensagem! vou por em prática!

  5. Reply
    Claudia Sampaio 03/09/2016 at 2:34 AM

    🙂 Gosto muito desta frase de Florbela Espanca :
    “Trago no olhar visões extraordinárias,
    De coisas que abracei de olhos fechados…”
    Gratidão pelo carinho. ❤ _/\_

  6. E as inspirações brilham.
    Taí. Tá explicado. Nos momentos em que toscamente tento meditar. não seguindo os pensamentos, focando na respiração e etc.., algumas idéias despontam com força. Ás vezes em conceito, outras em imagens e percebo que todas aplicáveis e extremamente úteis. Vislumbres que ao não dar atenção tenho prejuízos. Ou seja qd minimamente aquieto resolvo o problema que nem sabia que tinha. Imagino quão maravilhoso será o que perceberei/captarei qd realmente conseguir o “meditar”.

  7. Encantada ! Gratidão !

Leave a reply

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Unaversidade