O poder transformador da Verdade

Texto: Iara Bichara | Ilustração: Gisele Caldas

ilustra_giselecaldas_ReV1_ www.gisele-caldas.blogspot.com

Ilustração: Gisele Caldas

Conceito individual, a realidade é o que se entende como possível.

Assim, o limite do nosso entendimento está ligado ao conceito que fazemos de nós mesmos.

Quando acreditamos que podemos realizar algo e nos propomos a enfrentar as situações que se apresentam para nos obstar a concretização desse ato, colocamos a nossa ação em movimento e fazemos o caminho mais adequado para chegar ao ponto desejado.

Quando queremos algo e não colocamos em movimento as forças necessárias para ir buscá-lo, entregamos à energia envolvida, o poder de levar essa ação para outro local, onde ela possa se concretizar.

Queremos muito que um desejo nosso se realize? Então por que não tomamos a rédea desse desejo e movemos as energias necessárias para que ele chegue até nós?

Simples? Sim, isso é tudo que podemos e devemos fazer.  Colocar nossa ação em movimento.

Tudo e todas as circunstâncias apenas dependem do nosso poder transformador. Se movermos esse poder no sentido direto do nosso empenho, criaremos uma força geradora que irá se juntar a todas as energias que estão concentradas para a realização daquela mesma ação e se transformarão no objeto idealizado.

Isto não quer dizer que sempre essas ações serão no sentido do crescimento. Também podem seguir no sentido da deterioração. A força é sempre a mesma, mas o objetivo poderá ser diferente. O que importa é ter em mente que sempre que nos empenharmos visando uma realização – seja ela qual for – o objetivo será alcançado.

É justamente aí que reside a nossa responsabilidade. Ao intencionarmos algo, devemos fazê-lo com o senso da consciência e o filtro do que for melhor para um número maior de individualizações.

Se uma ação irá apenas nos favorecer, mas todas as outras criaturas que estão ao nosso redor não receberão qualquer benefício com essa ação, no campo das energias talvez ela não receba a prioridade necessária. Mas se ela vier a gerar uma onda transformadora e com possibilidades de aproveitamento por um número maior de individualizações, certamente sua expansão e realização ocorrerão dentro do prazo que for suficiente para que todos os envolvidos nessa situação possam tirar o melhor proveito desse ato.

O importante é que apresentemos nossas ideias, nossas ações, nossos objetivos, tal como eles são, sem qualquer modificação ou interferência, o que colocaria em risco o seu sentido verdadeiro, uma vez a que a verdade está ligada ao conceito de honestidade.

Uma ideia, uma ação, uma situação não é verdadeira porque é partilhada por algumas ou por milhares de pessoas. É verdadeira porque foi apresentada tal qual foi criada, sem modificação, nem manipulação.

Como é mencionado no Codex, “o contrário de verdade não é mentira, é ilusão.” Pois é isto mesmo que ocorre quando transformamos “um pouquinho” um fato, mesmo que seja para dar uma conotação mais adequada ao interlocutor que está à nossa frente. Não podemos dizer que estamos mentindo, uma vez que não criamos uma nova situação, mas estamos modificando, manipulando uma ação para mostrá-la de uma maneira diferente da energia que lhe deu origem.

Ao longo dos ciclos planetários muitas das situações que nos são apresentadas e transmitidas como verdadeiras, não passam de meros exercícios de ilusionismo, patrocinados pelas mãos e mentes hábeis daqueles que visam proveito próprio, controle, exclusivismo de informação, que se traduzem em uma só palavra: poder.

Nesta nova era, com o conhecimento que estamos relembrando e a com a utilização consciente dos dons que estão à nossa disposição, há um aumento da nossa responsabilidade, especialmente para com a verdade, pois somente dentro deste parâmetro poderemos desenvolver o nosso limite de entendimento e expandir o conceito que fazemos de nós mesmos.

Conhecendo o fundamento da Verdade, possuímos a ferramenta mais preciosa para criar e edificar uma Realidade de Luz!

Seja Luz!

Sugestão: Leitura do capítulo 14, do Evangelho de João, onde no versículo 6 consta definição de Verdade para Jesus.

 

Comments

  1. zeneide

    Conscientes do nosso poder para realizar, enfrentamos sim, com coragem todas as adversidades.. nos colocamos em ação em movimento. Gratidão Iara , esse capitulo do Evangelho é uma injeção de animo para nossa vida… para mim neste agora foi mais que perfeito!!! “Deixo-vos a paz, a minha paz vos dou; não vo-la dou como o mundo a dá. Não se turbe o vosso coração, nem se atemorize.

    João 14:27

  2. Claudia Sampaio

    Não é à toa que quando pensei na sua descrição, a primeira palavra que me chegou ao coração é VERDADE. Gratidão por existir na minha vida e ter mudado o rumo de tantas ilusões. Por me fazer crer, através do seu exemplo, que a Verdade e a transparência são alguns dos melhores dons que podemos cultivar. Agradeço com muito carinho e beijo e abraço bem longo em você.

  3. Edilce Maria

    Iara, eu vi na TV algumas imagens de inauguração de um templo do Salomão…fiquei a pensar onde se adequaria aquelas cenas nas leis do novo ciclo; porém não cheguei a nenhuma conclusão. Desliguei a TV e joguei para o Universo que em algum momento eu obteria a resposta.
    Ei-la: “Ao longo dos ciclos planetários muitas das situações que nos são apresentadas e transmitidas como verdadeiras, não passam de meros exercícios de ilusionismo, patrocinados pelas mãos e mentes hábeis daqueles que visam proveito próprio, controle, exclusivismo de informação, que se traduzem em uma só palavra: poder.”
    Gratidão por trazer luz á minha pergunta. Beijo

  4. Vera Lúcia Rodrigues de Souza

    “Como é mencionado no Codex, “o contrário de verdade não é mentira, é ilusão.” Pois é isto mesmo que ocorre quando transformamos “um pouquinho” um fato, mesmo que seja para dar uma conotação mais adequada ao interlocutor que está à nossa frente. Não podemos dizer que estamos mentindo, uma vez que não criamos uma nova situação, mas estamos modificando, manipulando uma ação para mostrá-la de uma maneira diferente da energia que lhe deu origem.” Perfeito.. Tão simples, que encontramos dificuldades para ver imagina por em prática. “dar uma conotação mais adequada ao interlocutor que está à nossa frente.” Que falta de auto-aceitação de nossa parte, como podemos achar que o destino ou a sorte nos boicota, nós nos boicotamos quando tentamos mostrar sermos diferente do que somos ou queremos. Ser verdadeiros, dentro e fora para criar a força geradora necessária a alcançar nossos objetivos. Grata, Iara Bichara, ainda bem que a temos para nos aclarar, nos ensinar e nos lembrar, porque isto, da forma que chegou, acho difícil esquecer .

  5. Maria Aparecida Basso

    Perfeito Iara,não temos mais tempo de permanecermos dormindo e aceitando tantas coisas ruins,é hora de deixarmos o medo e a ilusão ,tomarmos consciência e cocriarmos realmente essa nova era ,pautada no amor na luz e na verdade.Gratidão SEJA LUZ!!!

  6. Ieda

    Iara ,percebo que seus artigos não são sómente palavras,pois quando a conheci pessoalmente senti que a clareza dos seus escritos se faz pela clareza de sua alma. Quando perguntaram á mulher de Mahatma Gandhi como ele poderia discursar sem papel algum escrito ? ela respondeu o que acontece é que nós falamos uma coisa e pensamos outra, Ghandiji, é coerente com sua fala e seu pensamento. Gratidão por compartilhar sua sabedoria!