Movimento de Luz

Ilustração: Gisele Caldas

Ilustração: Gisele Caldas

Depressão é uma doença bastante séria e merece ser tratada como tal. Se você suspeita de estar com depressão, peço com muita ênfase que procure ajuda médica, imediatamente. Há muitas instituições que oferecem tratamento gratuito e eficaz.

Dito isto… Vamos ao reconhecimento das ‘causas’ do estado depressivo. Por que é importante detectá-las?  Porque ao contrário do muitos imaginam, há consenso entre os estudiosos de que não é necessário haver uma origem específica, e este é o perigo. E se não identificamos a tal razão para estarmos deprimidos, tendemos a protelar medidas de emergência para nos recuperarmos, achando que é pura frescura. E então, a situação que já era complicada, se torna um emaranhado quase impossível de se desvencilhar.

Algumas pesquisas demonstram inclinações genéticas à depressão. Outros o impacto do meio e das experiências traumatizantes – que podem inclusive, paradoxalmente, serem classificadas como felizes: o nascimento de um bebê, um noivado, uma viagem há muito planejada, a descoberta de uma habilidade ou dom.

A depressão pode ser sentida como uma morte em vida. Mas, os graus de mergulho neste estado dilacerante são tão variados e graduais quanto a escala detalhada de cores. Outro equívoco é dimensionar e comparar estas nuances – cada individualização é única, aquilo que para algumas é facilmente transponível, para outras é verdadeiramente um obstáculo aterrador.

Podem surgir sintomas claros e dramáticos, ou mascarados e insidiosos. O ponto de obstrução severa no fluxo de energia induz a acreditar que houve uma desconexão com a Fonte. Aqueles que já a experimentaram a sentem também como um vazio indescritível e gigante, opressor.

O Codex nos revela que o oposto de Amor é o medo. No Amor, as vibrações são altas, como ondas que se propagam em grandes e contínuos arcos, alta frequência. A vibração do medo é baixíssima, marcada por estagnação, por peso e pressão… Não há leveza na criação e produção psíquica – marcada pela rigidez e tensão. Depressão… Dê pressão… Detensão… Dê tensão…

O Amor que é a força motriz de toda a vida… tem no medo a ausência ilusória desta. Uma pirâmide de emoções me intrigou uma vez, com a afirmação de que é melhor sentir raiva do que tristeza. A raiva incita ao movimento, ainda que deva ser retransmutado, sublimado e canalizado, por isto faz sentido esta observação.

Na depressão, a tristeza é tão imensa que dificilmente há movimento. E e se há algum, lamentavelmente, nos quadros mais críticos, nasce desta dor e em geral, é na direção de extinguir toda e qualquer ação, que represente movimento – o suicídio, seu gesto mais desesperado. A ausência de Amor por si mesmo.

Simbolicamente, o órgão humano mais atrelado a amar é o coração, e ele pulsa sem cessar, denotando a premissa de que apenas em constante e comprometido trabalho, somos capazes de gerar um fluxo que sustente a Vida – nos seus mais amplos contextos.

ALÉM DE buscar tratamento médico com urgência, há medidas que se tomadas em CONJUNTO podem acelerar a correção deste estado:

  • práticas descritas pelos nossos Irmãos:  Exercício do Espaço do Coração, Alinhamento Energético, estudo do Codex.
  • tudo que gere movimento e o conecte com doçura ao próprio planeta – tomar bastante água, dança, massagem terapêutica, alimentação, pés descalços na terra, contato com a Natureza mais presente.
  • tudo que o leve harmoniosamente na direção do ‘outro’, pode ser difícil imaginar-se ajudando alguém estando em tal situação, mas algumas tarefas, como distribuir alimentos e roupas por exemplo, com a orientação de uma instituição voltada ao trabalho voluntário, pode colaborar com a saída da depressão, uma vez que o conecta ao outro, num nível solidário – e redimensiona a capacidade de percepção mais acentuada da conexão com a própria Fonte. “Onde dois ou mais estiverem reunidos em meu nome, aí estarei presente” – disse um generoso e sábio Mestre.

Que não haja dúvidas, mesmo em meio ao maior desafio – de que TODOS temos muitos Amigos ao nosso lado sim, nesta e noutras dimensões das quais vivemos apenas alguns raros vislumbres. Estes Anjos emitem sempre aos nossos corações vibrações de profundo carinho, disponibilidade e respeito – sinta o pulsar do seu – é uma lembrança e evidência de que há muito Amor em movimento dentro de você.

Você É LUZ.

9 Comments
  1. Reply
    Cristina V Haas 27/10/2014 at 9:54 AM

    Querida Claudia, suas palavras guiadas dentro da Luz, com carinho e clareza, abordam este fato tão presente em na Vida de muitos de nós que – tomo por mim como exemplo – quando me vi mergulhando nesta doença, não a olhei como tal e pro+segui me perdendo na depressão. Bem falas! Eu, e apenas eu enfim dei o basta e procurei ajuda médica iniciando assim o caminho de reEncontro do Amor a mim e a Vida, da Verdade e da construção da Paz interior. Gratidão Gisele! Gratidão Claudia! Seja Luz!

  2. Que lindo, Clau….
    Enquanto lia fiz uma viagem interna e meu coração vibrou. Todo amor e luz a você por trazer lindamente sua sabedoria com as palavras para nos guiar. Bjs no coração!

    • Amada, gratidão, muito especial você ter compartilhado também conosco sua vivência e transcendência deste estado no outro texto, com tanto amor e sabedoria Um abraço cheio de carinho.

  3. Gi…. gratidão por suas ilustrações tão cheias de luz!

  4. Cris, gratidão por tanto carinho, Querida. E também por compartilhar sua vivência, sua superação, cheia de amor e luz – foi muito importante na reflexão deste tema. Um grande abraço tímico.

  5. Reply
    Luciana Oliveira 27/10/2014 at 12:38 PM

    Claudia, parabéns por escrever tão bem. Mensagem clara. Pés descalços é um ótimo procedimento inclusive para ansiedade (e depressão), acho que dá ânimo e conecta com a natureza. Também gosto do banho de sol que ajuda na fixação da vitamina D e equilibra os chackras..experiência própria. Bjs

    • Reply
      Claudia Sampaio 27/10/2014 at 1:07 PM

      Gratidão, Luciana <3 Isto isto isto, me esqueci do Sol, uma dica muito linda e útil. Beijos!

  6. Reply
    Monica Moreira Pereira 30/10/2014 at 7:52 AM

    Feliz de quem não conhece ou conheceu esta doença , acho que as mudanças ,falta de um objetivo profissional e de um AMOR verdadeiro afetam muito os sintomas , mas sem dúvida , andar descalças na areia ,no sol , cair no mar e se entregar e rir muito ,tira vc de um estado escuro para um iluminado . Rever amigas, parentes e resolver pendencias emocionais o mais rapido que puder , Alinhando seu coração e mente com Amor . Muito certo suas palavras . Gratidão .

  7. Reply
    Cassia Maria Santiago 04/11/2014 at 12:58 AM

    Obrigada querida Claudia por suas palavras de grande valia!! Senti que preciso procurar ajuda. Grande abraco

Leave a reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Unaversidade