Missão Terra

ilustra_giselecaldas_CIDADANIA_PLANETARIA_2_ www.gisele-caldas.blogspot

Ilustração: Gisele Caldas

Tem uma estrofe de uma música antiga do Roupa Nova em que não consigo pensar numa pessoa apenas:

“Em cada solidão vencida eu desejava
o reencontro com teu corpo abrigo
Ah minha adorada
viajei tantos espaços
pra você caber assim no meu abraço
Te amo…”

Na verdade, a imagem que me vem ao coração é deste globo terrestre brilhando ao longe na imensidão do espaço, a nossa Querida Terra…

Foi uma saudade, um anseio verdadeiro, que me levou nesta viagem ao seu encontro. Mas, não estou sozinha. Para minha alegria, de vários pontos do Universo, outros seres empreenderam a mesma trajetória, com o objetivo de participar deste momento único que estamos vivendo aqui. Nós sabíamos que não seria fácil. Mas, temos uns aos outros.

Irmãos de tantas esferas… Sempre me emociono quando penso sobre nossa missão humana neste planeta. Ao contrário do que ouço que o ser humano é uma praga que apenas devasta a Natureza, percebo crianças desde a mais tenra idade em profunda conexão com Gaia, na mais pura integração.

E não é devaneio meu… Cada vez mais observo que este movimento não se restringe à infância, preenchendo as atividades, ideias e ideais de uma parcela crescente da população (de todas as idades, filosofias, formações acadêmicas, individualizações diversas) que já compreende que somos uma família. É uma empreitada consciente, reconhecendo o que representa ter a honra de ser um cidadão planetário.

No Codex, a Lei dos Protótipos diz que toda energia emitida se finaliza numa forma. Quando um ser humano começa a se responsabilizar por toda a sua emissão – de pensamentos, emoções, ações… – começamos a ver uma reviravolta no conceito de responsabilidade, autonomia, gratidão, não resistência, na Luz irradiada.

É um movimento da lembrança do Amor de onde partimos – a Fonte. E do Amor que somos na verdade, mesmo que uma onda de amnésia suscitada pelo medo e império do ego nos tenha acometido por tanto tempo. E cada um que começa a despertar e reconhecer no outro que é UM, gera uma comoção suficiente para harmonizar o pulsar sagrado do Coração da Terra, para irrigar a realidade da paz com a qual estamos sonhando há muito.

Uma das ocasiões em que mais senti tudo isto, foi no Day Camp – do Era de Cristal – em 2013.  Foi quando nos unimos em diversas atividades e havia uma magia no ar. De alguma maneira, eu sentia que não éramos os únicos, que vários grupos como este, estavam se reunindo, ao mesmo tempo.

E sincronizamos os pés, as mãos, os corações para dançarmos como uma tribo, em espiral, a música abaixo**** . Penso que se tivermos fôlego para mantermos a vibração gerada e traduzi-la em ações nascidas do Espaço do Coração, alinhadas com o Codex, nossa cidadania planetária será honrada antes do que imaginamos.

Agora, no meu Espaço do Coração, me uno aos Irmãos Pleiadianos, a todos que sustentam o Movimento Era de Cristal e danço de novo, porque isto me alinha de dentro para fora. E de fora para dentro. Agora, Amigo Leitor, Prezado Cidadão Planetário, peço por gentileza, e saudade, dê-me sua mão… dancemos juntos e relembremos o que somos: LUZ.

Música Ly o Lay Ale Loya – Sacred Spirit:

11 Comments
  1. Uau… linda e providencial lembrança. Grata, querida.

    Gisele amada, parabéns! <3

  2. Reply
    Marcelle Sampaio 13/11/2014 at 10:29 AM

    Claudia, seu texto tocou delicadamente meu coração, minha irmã. E sim, sempre darei a mão para dançarmos todos juntos. Aho!

    • Reply
      Claudia Sampaio 14/11/2014 at 1:04 PM

      Entrelaçando minhas mãos nas suas, Marcelle, depois de um abraço tímico bem apertado. Aho, Irmã ❤

  3. Reply
    Christian Roney Malcon 13/11/2014 at 10:38 AM

    Maravilhoso Claudinha. Somo todos cidadãos do universo. Nosso lugar está impresso pela nossa luz. Somos como um colar de pérolas gigantesco, cada cidadão do universo uma perola ligada ao outro por um fio. Somos todos um plano de nível, como se aprende na geometria , se o fio se soltar, todas as perolas cairão, decentralizamos. Quanto mais mantemos o elo, mais unidos ficamos quando mentalizamos um mesmo objetivo, um mesmo ideal. A Terra somos nós, fazemos parte de nossa morada, e consequentemente o planeta reflete nossas vibrações. Portanto, vamos dançar e alinhar nossos corações com o coração do planeta para que sempre haja luz e boas vibrações.

    • Reply
      Claudia Sampaio 14/11/2014 at 1:06 PM

      Que imagem bonita das pérolas, Christian! Agradeço por esta reflexão linda e por seu carinho. ❤

  4. Que doçura de texto e quantas boas recordações! Grata, Cláudia por esses momentos e grata, Gisele pela trança do elo!

    • Reply
      Claudia Sampaio 14/11/2014 at 1:12 PM

      Eu quem agradeço, Querida Iara, por todos aqueles momentos lindos, fruto de Luz que vocês da Equipe Núcleo realizaram, junto ao aporte. ❤ Beijos.

      • Reply
        Claudia Sampaio 14/11/2014 at 1:13 PM

        … frutos do TRABALHO na LUZ, que vocês da Equipe Núcleo realizaram junto ao aporte ❤

  5. Reply
    Monica Moreira Pereira 13/11/2014 at 3:09 PM

    Sim, Claudinha , adoro este dançar e girar no meio da Terra espalhando Luz e Amor . Esta música é linda .
    Gratidão.

Leave a reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Unaversidade