Meus 10 mandamentos da Paz

Texto: Alê Barello | Ilustração: Gisele Caldas

ilustra_giselecaldas_A_PAZ_Q_QUEREMOS_2 www.gisele-caldas.blogspot.com

Ilustração: Gisele Caldas

Não sei o que a palavra PAZ significa para você, mas para mim, paz é uma tarefa, um constante agir, muito mais uma busca, do que um fim.
Para escrever o artigo desta semana, refleti sobre o que funciona na minha vida.
Talvez você se beneficie de minha lista ou, quem sabe, se anime a construir a sua!

1. Minha casa, sua casa, mas minha vida é só minha e a sua, só sua…

A maioria de nós é capaz de criar os próprios problemas, sem a ajuda de ninguém, porém, interferindo com muita frequência nos assuntos dos outros. Fazemos isso porque de alguma forma temos nos convencido de que nosso caminho é o melhor caminho, a nossa lógica é a lógica perfeita, e aqueles que não se conformam com o nosso pensamento devem ser criticados e dirigidos, principalmente, para que nós mesmos fiquemos felizes!
Se eu listar meus próprios obstáculos e problemas, terei tarefas a executar para solucioná-los, por muitos anos… Assim, apesar de torcer e até mesmo tender a estar em alerta para auxiliar aos outros, ao escolher os meus problemas e não os seus, fico mais em paz.

2. Perdoar, perdoar, perdoar…

Esta é a ajuda mais poderosa para a paz de espírito. Muitas vezes, nutrimos um desconforto no coração para com as pessoas que, no nosso ponto de vista, nos insultam ou prejudicam. Esquecemos que o insulto ou lesão foi feito apenas uma vez, mas por mantermos a queixa, continuamos escavando a ferida para sempre. Por isso, é essencial que cultivemos a arte de perdoar e esquecer. A dica mais valiosa para tais casos é usar o Codex, perdoando a situação. Pense bem: alguém foi seu amigo durante anos e de repente, pisou na bola. Você vai trocar todos os benefícios que já recebeu por uma mágoa, apenas uma? Bem, pode não ser fácil, mas é possível perdoar a situação. Em tempo: isso não quer dizer que eu, particularmente, mantenha as relações que me fazem mal. Muito pelo contrário: descarto na hora, se for o caso e guardo tudo de bom que tivemos antes da situação… que já está perdoada. 🙂 A vida é muito curta para perdermos tempo com mimimi. Esquecer, perdoar e marchar.

3. Tudo é passageiro, eu também

Este mundo está cheio de pessoas confusas quanto ao valor dos outros seres. Eu me incluo nisso. Uma hora você é ótimo, na outra, não serve mais. Eu me ressentia disso, mas percebi, sobretudo na prática, que também ajo assim. Depois da constatação, uma revelação: a vida é assim mesmo! Num dado momento calçamos 28, poucos anos depois, nosso sapato é 36. Estamos em constante mudança e a serventia que temos na vida dos outros DEVE ser transitória. Ouvi uma vez, que a coisa mais linda que pode acontecer é quando alguém só te procura quando está com problemas… Sabe aquele amigo que só liga para contar desgraças, mas nunca te convida na hora da festa? Então… saiba que você é a única pessoa de quem ele se lembra quando precisa de afeto! Seja farol. Seja Luz.

4. Largando a muleta da comparação

Nós todos já sabemos como a comparação pode perturbar nossa paz de espírito. Você sabe que trabalha mais do que os seus colegas no escritório, mas que eles recebem promoções, você não. Você começou um negócio há vários anos atrás, mas não é tão bem sucedido como o seu vizinho, cuja empresa tem um ano de idade. Você vai ficar com inveja? Pois eu, não! Toda vez que me deparo com a situação de me avaliar frente a alguém, me lembro que tenho todo o potencial para crescer e me desenvolver plenamente e se eu não ajudei meu vizinho a vencer, da mesma forma, não é ele que está me atrapalhando. Só posso me comparar a mim mesma, na linha do tempo. Sou eu minha sócia e minha concorrente. Ponto.

5. A arte da camuflagem

Se você tentar mudar o ambiente de uma só tacada, as chances de falhar são enormes. Em vez disso, mude a si mesmo para se adequar ao ambiente. Camuflar-se não é desaparecer, mas é sobretudo, NÃO RESISTIR. Está ventando? Esqueça o pente! Está calor: quanto menos roupa melhor. Mimetize, olhe ao redor, veja o tempo e o espaço desta dimensão e integre-se. O que antes era hostil, passa a te ajudar. Funciona, principalmente, em casos extremos de caos.

6. Olhe o mapa

A melhor maneira de transformar uma desvantagem em vantagem é analisar os fatos e decidir-se por prosseguir, ou por desistir, mas sempre, sempre, sempre, compreendendo o que aconteceu. Todos os dias nos deparamos com inúmeros inconvenientes, doenças, irritações e acidentes que estão além do nosso controle. Temos de aprender a suportá-los, pensando: o que não pode ser mudado, deve ser compreendido. Acredite e você vai ganhar na paciência, na força interior, na força de vontade. A paz que vem do entendimento e da desistência, é muito carinhosa.

7. Abandone o tarefismo

Tarefismo é a arte de fazer mais do que se pode e continuar fazendo, mesmo que nem seja necessário. Eu, por exemplo, tendo a assumir mais responsabilidades do que consigo lidar. Isto só serve para satisfazer o meu ego e alimentar meu “bicho carpinteiro”. Conheça os seus limites. Gaste o seu tempo livre em estudos, criação, arte, convivência, introspecção ou meditação. Isto irá reduzir os pensamentos “tarefistas” de sua mente, que te deixam inquieto. Menos pensamentos, mais paz de espírito.

8. O Espaço do Coração

Nunca consegui meditar, classicamente. Depois do ensinamento do Exercício do Espaço do Coração, achei um caminho seguro e natural para sair do mundo da terceira dimensão. Este é o mais elevado estado de paz de espírito, para mim. Experimente. Se você praticar seriamente por meia hora todos os dias, tenderá a tornar-se calmo durante as horas restantes. Sua mente não será perturbada como antes. Isto também irá aumentar a sua eficiência e você vai fazer mais, em menos tempo.

9. Nunca deixe a mente vazia – se não estiver meditando! 😀

“Mente vazia é oficina do diabo”, já dizia a vovó. Todas as ilusões começam na mente. Mantenha sua mente ocupada em algo positivo, algo de valor, ou então, tão vazia que nem o diabo – diabo, quer dizer divisão – possa entrar!

10. O maior náufrago é o que não partiu

Não perca tempo pensando em “devo ou não devo?” Dias, semanas, meses e anos podem ser desperdiçados nesse debate mental inútil. Você nunca planejará o suficiente, porque nunca poderá prever todos os acontecimentos futuros. Lembre-se de que, além disso, você está inserido num grande plano que nunca conhecerá, deste ponto do tempo e do espaço. Não importa se você não conseguir na primeira vez. Você pode corrigir seus erros e ter sucesso na próxima vez. Sentar e se preocupar não vai levar a nada. Aprenda com seus erros, mas não remoa o passado. Eu, particularmente, não me arrependo de nada: nem do que fiz, nem do que deixei de fazer! O que aconteceu foi destinado a acontecer, ou porque eu mesma provoquei, ou porque desconhecia o quebra-cabeça inteiro, simples assim.

____________

Convido você a deixar aqui nos comentários do blog um de seus mandamentos da paz! Que tal a gente construir um “Paxário”? 😀 

15 Comments
  1. Não existe o “errado”….

    Este foi e é um dos mandamentos que aprendi a seguir, especialmente, quando conheci o Codex que nos ensina a “não resistir ao mal”.

    O dia que eu entendi que qualquer ação ou decisão tomada, por mim ou pelo outro, foi em função do que sabíamos fazer naquele momento, comecei a me libertar das culpas, mágoas e ressentimentos. Pois, além de dar uma trégua ao meu coração, passei a olhar o outro da mesma forma. Mesmo, que ainda nos peguemos a sofrer com algumas situações que vivemos, já temos mais algumas “ferramentas” que nos ajudam a refletir e avaliar sobre cada ação ou sentimento: A Lei da Misericórdia, que “confere o perdão, que para os princípios universais, significa cancelamento e esquecimento de qualquer vínculo em relação àquela situação.”

  2. Viver um dia de cada vez….

    Outro mandamento que procuro seguir. Parar de sofrer pelo que “pode” acontecer amanhã, ou depois, ou no mês seguinte, ou no ano que vem? Nem sabemos se estaremos por aqui, daqui a um minuto, não é? Portanto, SEJA LUZ em cada AGORA! <3

  3. Mais paz, menos zap… – Paz x zaP
    Zapear é um termo usado para a troca compulsória e incessante de canal da tv, sem estar concentrado no que assiste, com a cabeça bem longe, aplicado também a outros aparelhos. É bom observar que em alguns casos, pode indicar angústia, escapismo e mais atrapalhar do que ajudar. Aparenta ser um momento em que você quer ficar em paz consigo mesmo, mas, algumas vezes sinaliza o oposto: uma discordância interna e generalizada entre o coração, mente, corpo. Melhor largar o controle remoto e ir ao menos tomar água, de preferência já realizando o Alinhamento Energético. 😀 É tão rápido quanto a interjeição zap!!! e muito mais eficaz.

  4. Realmente a busca pela paz é tarefa diária…especialmente a paz interna…sossegar internamente para ver as soluções requer trabalho constante e pessoal… não posso fazer por você…o Codex e o Espaço do Coração ajudam muito, mas temos que praticar….Gratidão

  5. Deixar ir o que já não existe mais. Lembrar até pode 😉 mas sem reviver sentimentos ou situações que não existem mais!! Letting go, com todo AMOR e CONSCIÊNCIA!! <3 Gratidão pelo artigão!

  6. Reply
    Claudia Dantas Fonseca 13/06/2014 at 12:23 PM

    Como dois opostos podem ser tão fortes e complementares delicadeza e força, Sou, uma energia que ora expande ora retrai, acolhe e expele, inspira e expira. A oportunidade de apreender e acolher com e através do coração possibilita o descarte de crenças, ilusões e realidades sem culpas. Percebo pontos ou seriam pedras – ? – que podem vir a ser pó nesta minha existência – trajetória.
    Ao ler o Codex pela primeira vez, pensei . – mas isso todo mundo já sabe – êpáa você de novo, no modo cara-pálida, volta pra unidade ! Quando reflito, penso, sinto, vejo nas antigas máximas em que me deixei conduzir e fui conduzida. – Percebo uma montanha – semi intransponível – da mobilidade da kundaline da terra, o imã do Amor, começa a recolher e reunir suas estrelas espalhadas pelos universos e , as aproxima Ressurge o CODEX e me acolhe , entregando e lembrando o caminho para a Paz .

  7. Cada vez que você parou, respirou profundamente, contou até 10 e não reagiu baseado no medo ou raiva, este ar foi parar num destes balõezinhos encantados. Com esta escolha consciente cada vez mais frequente, mais balõezinhos foram enchidos. E eles te fazem flutuar na própria paz, agora. Suas cores fazem parte da paleta do Amor, são os sentimentos que vc, graças à ação da sua consciência pode despertar de dentro de si e irradiou aos outros: respeito à liberdade, cultivo da esperança, acolhimento incondicional, alegria, sabedoria compartilhada. Gratidão, Gisele, vou guardar este desenho como um instrumento instantâneo de harmonia e mostrá-lo aos meus filhos ❤

  8. Reply
    VERA IONE MORAIS CARLOTTO 13/06/2014 at 3:59 PM

    Só penso que a minha vida é a sua vida e vice-versa. Somos todos um. Por isso até faz sentido nos intrometermos tanto na vida alheia. Abraço

  9. Paz e consciência caminham juntas.
    Paz sem consciência inexiste; ninguém jamais viverá em paz se acreditar na dualidade, ocasionada pelo medo.
    Quando os seres olharem para dentro de si mesmos e cada um perceber que é de seu interior que se originam todas as circunstâncias externas, estarão aptos a enxergar somente o que existe: o Bem!
    Deixando lembranças guardadas em sua memória, somente como registro de experiências, de forma que não causem mais nenhum tipo de emoção reativa, a individualidade será proativa.
    O significado que dão às coisas a partir de sua visão de mundo, é que mantém e ocasionam situações, aparentemente não desejadas, e a percepção disto, advém de observação constante até chegar à Verdade!
    Existe uma ferramenta, que é a “meditação” consciente feita através do Espaço Coração. E não há lugar mais adequado para se situar “longe do medo, perto do Amor” que este. Ao se encontrar a Paz neste local, tudo que se manifestar na tridimensionalidade, será resultado do sentir a Paz, de Ser a Paz!
    Substitua sua realidade, pela Verdade e Seja Luz!

  10. Vou me beneficiar de sua lista,e muito, até construir a minha..mas algumasjá são bem assim..rsrsr, como :
    -o que não pode ser mudado, deve ser compreendido, e aceito.
    – ah, o “bicho carpinteiro”me fez lembrar minha avó..sempre me dizia que eu tinha um desses por dentro!ainda tenho…
    – também nunca consegui meditar,e,acho que por causa do “bicho carpinteiro”..o EC não dura mais que uns poucos minutos!
    -graças a “ele” de novo,mente vazia nunca!
    – deixar de partir?Jamais!
    Então..muito a aprender ,de dentro pra fora, no caminho!Minha gratidão!

  11. Reply
    Uiara Andriewiski 13/06/2014 at 6:56 PM

    Viver alegre com sentimento de amor e carinho no fundo do coração. Isso é Paz que nos dá força e coragem para enfrentar a vida com serenidade.

  12. Reply
    Monica Moreira Pereira 18/06/2014 at 11:39 AM

    Acho este texto Amazing e esta lista importantissima para todos os momentos e de todas as pessoas . Já que muitos nao aproveitam estas palavras tão essenciais no nosso dia a dia, optei por divulga-las step by step. Assim , aprendemos melhor . beijos , Gratidão por tudo !

  13. Reply
    marilda benevides 06/07/2014 at 11:47 AM

    Gostei, muito útil para mim, gratidão!

Leave a reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Unaversidade