Leis que saltam à nossa frente

reparticaoO Codex chegou para mudar as nossas vidas. Pelo menos é o que sentimos no dia a dia e sempre e mais…

A cada nova situação que surge, as diretrizes das Leis parecem brotar aos nossos olhos e seus enunciados soam como sirenes aos nossos ouvidos. Fica quase que impossível de dissociar a situação vigente da situação ideal. O mais interessante é que as Leis estão sempre associadas umas às outras, formando uma teia finíssima que nos leva à reflexão, ao estudo e à mesma conclusão.

Ontem acompanhei uma amiga a um posto do INSS, para retirar um documento que não é disponibilizado via internet. Processo simples, por se tratar de um simples informe, que se pudesse ser feito em casa, não tomaria mais do que cinco minutos do nosso tempo, mas que nos consumiu toda uma manhã.

Apesar de já existirem vários procedimentos que podem ser resolvidos pela internet, ainda falta a conscientização de que grande parte das pessoas que procuram por atendimento nessa repartição é formada por idosos que não têm acesso à informática, ou que nem sabem que podem dispor desses recursos. A ausência de divulgação pelos canais que são mais utilizados por essa camada da população — rádio e televisão — parece ser proposital, para que o serviço continue sem modificações, contando com quadros inchados de funcionários inoperantes.

Não basta apenas modernizar os ambientes com equipamentos. O que falta, na verdade, é conscientizar toda a máquina pública de que ela presta um serviço pelo qual recebe regiamente, pois o usuário não tem alternativa de opção, nem na escolha, nem no pagamento, uma vez que o valor, que alimenta essa engrenagem, é compulsoriamente embutido nos impostos, diretos e indiretos que pagamos.

Por outro lado, haja vista a continuidade da ineficiência e a fama adquirida ao longo dos anos, todos que ali chegam já vão precavidos para as longas esperas e demais mazelas do serviço em questão.

Com raríssimas exceções, os atendentes, seguranças, faxineiros e demais servidores apresentam um semblante fechado, carrancudo, como se estivessem sendo forçados a executar o serviço, ou como se essa tarefa fosse muito dolorida e pesada. Um sorriso, então, nem pensar! E se você resolver dizer um “bom dia!” mais efusivo, será logo olhado com repreensão por todos; sentimos até arrependimento por termos nos comportado diferente do padrão.

Geralmente, os usuários estão sós e calados o tempo todo. Quando puxam conversa com alguém, normalmente é para reclamar da demora. Os que chegam acompanhados, ou são muito idosos, ou têm dificuldade de locomoção e, quando conversam, na maioria das vezes o assunto é sempre o mesmo: médicos, remédios, doenças e afins.

Só esse clima já é suficiente para baixar a qualidade energética de qualquer lugar e juntando a dose de resistência e de má vontade envolvida, a consequência não poderia ser outra: o descontentamento é geral.

Minha amiga e eu temos o hábito de falar muito e ontem não foi diferente. Pegamos a senha, sentamo-nos numa sala muito grande, lotada, e começamos a conversar, emendando um assunto no outro. As senhas chamadas apareciam num painel em ordem aleatória e nos questionamos sobre a possibilidade de já termos sido chamadas. A senhora que estava sentada ao nosso lado, nos informou que seu número de senha era seguinte ao nosso e, assim, continuamos falando, agora as três, animadamente. Ela era agradável, culta e discorremos sobre vários temas, entre eles afazeres, ensino, crônicas e poesia. Quando chegou a nossa vez, o atendimento foi breve.

Nas horas que passamos dentro daquela repartição pública, pudemos constatar como seria importante a aplicação de algumas Leis do Codex, especialmente da Lei do Amor, da Lei da Unidade, da Lei dos Protótipos, da Lei da Autoridade, da Lei da Credibilidade, da Lei da Troca e de outras mais. Certamente, a vida de todos os envolvidos, tanto dos usuários, quanto dos funcionários seria facilitada, o trabalho diminuído, as reclamações reduzidas e todos sairiam ganhando. Afinal, somos todos Um e somos todos o mesmo!

SEJA LUZ!

4 Comments
  1. Reply
    NEUZA MARIA LIMA VIEIRA 19/07/2013 at 12:41 PM

    É verdade seria muito bom se isso acontecesse nesses locai,porém para que isso se dê, a aplicabilidade viria de dentro para fora,.Da seguinte maneira,pessoas de dentro se informando e se formando para o comando. E não é isso que acontece, geralmente quem busca os concursos públicos querem estabilidades e se lá chegam acomodam e as suas vidas seguem rumos “mais que normais”. Uma mudança viria se no contexto adentrassem pessoas com a visão desacerbada, livre de inércia , portanto em evolução. Tá faltando candidatos que preencham essas lacunas.Portanto sem chance de melhoras.O ser de LUZ não está para implantara nova engrenagem. Que pena, com isso as repartições dessa natureza vão só deteriorando.

  2. Ah! Quem me dera que cada unidade de saúde do Sus,tivesse um Codex passando na TV ao invés de programas,só com imagens,sem som,nas longas horas que tenho ficado nesses locais esperando atendimento para meus pais..Não seria incrível, as pessoas lendo trechos do Codex ,pacientes e funcionários, até que ele começasse a fazer efeito nas mentes e vidas?Uma ideia, enviada ao Universo!Quem sabe um dia desses??grata!

  3. Muito sábia Iara querida! As pessoas nas repartições públicas normalmente têm terror dos outros, esta é a razão de fechamento geral ( já fui funcionária pública, entendo a lógica deles), creio que as forças da mudança, a do amor principalmente estão afetando a todos e não ficará pedra sobre pedra, pois faremos uma grande edificação com todos estas pedras, que servirá para todos nós! bjssssss

  4. Reply
    Roselia Araujo Vianna 22/07/2013 at 8:46 PM

    Queridos, na sexta-feira, 19, dia da postagem deste ótimo texto, iniciei um módulo do Curso de Ouvidoria na área da Saúde. Li e comentei o assunto no grupo do Facebook, pois pareceu perfeito para mim no momento. E foi mesmo! Durante a aula, comentei com os participantes que Ouvidoria é mais do que escutar as queixas, é acolher e compreender o outro. Foi muito bom. Participam 19 profissionais que trabalham em planos de saúde, hospitais e consultórios médicos. Pude sentir que estávamos em sintonia, e que nosso trabalho na 3D está sendo entendido, com o coraçāo.

Leave a reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Unaversidade