IRRESISTÍVEL!

Talvez você tenha notado alguma mudança em si mesmo nos últimos tempos. Esteja mais emotivo ou mais irascível. E não entenda nem o que se passa consigo, desconcertado, constrangido. O que você faz quando uma emoção surge assim?

Como um oceano revolto. Às vezes, quente como labaredas de um vulcão. Noutras, como um tremor intenso ou um ruído ensurdecedor. Se tentar controlar ou negá-la, vai se frustrar.  Se tomar como parte de si e externá-la sem limites, pode sentir remorso ou mesmo muito exausto, como acontece aos nenês, se nossas interação carece de empatia.

Ao observamos um bebê, podemos notar que mesmo a alegria, quando chega ao estágio da euforia, após algum tempo pode esgotá-lo, fazê-lo se sentir nervoso ao invés de contente. Por quê?

Por causa da insistência, da permanência, a resistência. Um nenê tem suas funções neurais diferenciadas, há muita sinestesia na vida deles.

“Sinestesia é uma condição única, onde todos os sentidos se cruzam. Por exemplo, uma pessoa com sinestesia pode ver cores quando ouvir um som, ou pode realmente saborear palavras; a estimulação de um sentido, ao que parece, causa uma estimulação […] de outro. Uma música pode soar escarlate e dourada, e você está convencido de que as segundas são verdes? Se assim for, você pode ter uma condição rara chamada sinestesia.” – wikihow.

Então, quando se pergunta porque ele está balbuciando para a parede branca tão encantado, pode ser sim que esteja proseando com anjinhos ou talvez, esteja apenas percebendo o ambiente em vários canais, captando diversas sintonias, muito além da nossa imaginação.

Você que participa deste momento especial de nosso Planeta, a transição para a Nova Era, também está (re)nascendo em vários níveis. E não há dúvidas de que isto possa se traduzir em maneiras inéditas de sentir sua realidade. Com outros sentidos muito sutis deixando você deslocado, assustado, confuso ou maravilhado, semelhante (ou igual) à sinestesia dos bebês. O que fazer, então?

Não resista. Segundo o Codex:

“Não resistir é mover-se, não ficar parado. Não resistir é agir. Dessa maneira, significa ir de encontro ao seu verdadeiro fluxo de energia, e movendo-se pelas situações.”

Para crescer como os nenês e evoluir na nova fase do nosso Querido Planeta é imprescindível ‘mover-se pelas situações’. A própria palavra emoção guarda em sua origem o princípio do movimento: “verbo latino emovere, “agitar, remover, mudar de lugar”, de EX-, “fora”, mais MOVERE, “mudar”.”**.

Você está resistindo quando bloqueia a raiva ou quando é ‘dominado’ por ela. Mas, não está resistindo quando não a retém. A não resistência gera não resistência.

Contemple o nenê de novo. Eles são especialistas em nos demonstrar isto quando somos gentis, sem insistirmos demais numa ou noutra resposta. Num minuto estão chorando e no segundo seguinte, às gargalhadas, translúcidas como cristais. Eles não resistem. E aí, pergunto: quem resiste ao encanto deles?

Que você, tão recém-nascido nesta Nova Era também aplique logo a não resistência e então, se lembre do que realmente é: Luz, muito irresistível. Seja Luz!

2 Comments
  1. É. As vezes me sinto mesmo meio balbuciante. É um todo novo, o que valia não vale mais, o que sentia não sinto mais, tudo mudando naturalmente.

  2. Reply
    Zeneide Batista 07/10/2016 at 8:40 AM

    Claudia seu artigo foi uma benção….li hoje, e depois passei por uma situação aqui no trabalho, que em outras ocasiões me tiravam do sério… mais foi tudo tão sem resistência que até me estranhei. Mas fiquei agradecida.

Leave a reply

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Unaversidade