Introdução, formação e sétimo corpo

PAINEL CORPOS

Imagem de Ricardo Padilha

A partir desta série de artigos, vamos abordar o assunto “Corpos Energéticos”.

Ele é bem importante porque dá a base da qual necessitamos tanto para avançar nos procedimentos de alinhamento energético — correção —, quanto para entrarmos em contato com outras individualizações.

Para começar, é importante falar como é que os corpos são formados e a divisão proposta a seguir é apenas para fins didáticos, uma vez que os três primeiros corpos são formados simultaneamente e os quatro seguintes, os que nos ligam a uma dimensão, também.

A explicação dada neste artigo será geral e nos próximos, cada um dos corpos, bem como suas funções, será detalhado para melhor compreensão.

1. A Formação dos Corpos

O nosso processo de criação começa a partir da Fonte Primordial, o Todo, o Uno, o Mesmo.

É dela que surge nossa primeira noção de individualidade, muito ligada à origem.

Quando a Fonte decide ter uma experiência individualizada, gera um sistema de corpos que poderá, posteriormente, ancorar em qualquer dimensão.

2. Os corpos energéticos

Primeiramente, é formado o sétimo corpo — estamos contando em ordem decrescente, com o ponto de vista de quem está numa dimensão e então, o que fica mais perto da Fonte é o sétimo e nosso corpo físico, o primeiro, aquele ao qual temos acesso neste agora. O sétimo corpo é nossa Identidade.

A partir disso, o sexto corpo é criado e armazena as memórias cósmicas, contidas na Fonte.

Num processo de densificação, cada vez maior, o quainto corpo é formado e guarda a nossa missão cósmica, aquela com a qual trabalharemos em todas as existências, em qualquer “formato-imagem” que tenhamos.

O quarto corpo já faz parte do processo de chegada às dimensões que têm tempo e/ou, espaço — ou não — e armazena as memórias daquela existência. E para que cheguemos a um corpo físico, é necessário um projeto…

Por isso, o terceiro corpo é nossa matriz biológica perfeita, com todos os órgãos, tecidos, células e átomos funcionando perfeitamente.

Porém, para que nos liguemos a um determinado plano dimensional, precisamos de algo que nos una com os aspectos externos daquela dimensão e isso é feito pelo segundo corpo, o magnético, que sofre influência das marés, das estrelas, dos pensamentos alheios, das correntes magnéticas, etc.

Apenas depois de todo esse “design”, chegamos ao corpo físico, o primeiro corpo, totalmente denso, no nosso caso, aqui na Terra.

3. O sétimo corpo

Mais perto da Fonte, mais próximo da origem, o sétimo corpo é uma réplica perfeita de seu criador.

É considerado como sendo a nossa IDENTIDADE e o oposto dele — não com padrão de dualidade, mas porque está na outra ponta — o corpo físico, é a nossa IMAGEM atual.

O sétimo corpo é uma experiência da Fonte. Pode viver independente dela, mas guarda todas as características do núcleo gerador. É o TODO, também, individualizado.

Isso é o que “somos”, enquanto o corpo físico, seja ele fungo, mineral, vegetal ou animal — falando deste plano — é o que “estamos”.

A noção errônea de que somos “filhos”, “deuses menores” ou “espelhos” do Criador, nos leva a imaginar uma potência menor de ação.

Ao contrário! Somos a Fonte com uma experiência. Um modo de agir por entre as dimensões e compartilhar relacionamentos, no tempo, no espaço, ou sem esses dois componentes, dependendo da dimensão.

Para colocar esses conceitos num plano mais prático, poderíamos nos usar de perguntas. É como se a Fonte, num determinado agora questionasse:

— Como é estar pedra?

— Como é estar pardal?

— Como é estar mulher?

— Como é estar volgrtoker*?

Obviamente, a Fonte tudo É!

Todas as possibilidades de existência, em todos os planos e dimensões estão contidos nela e assim, ela mesma pode imaginar-se individualizada em algo que nem sequer tem estado, ainda*…

De sétimo corpo para sétimo corpo, não há separação. Eles não se reconhecem, eles se identificam como sendo UM e o MESMO.

Cada vez que você tiver a impressão de estar separado, de ser menor, de não ter forças, lembre-se de quem é. Você é a Fonte tendo uma experiência e o resultado disso só depende do que quer fazer, porque tudo o que precisa, está em você e é você.

Mais do que nunca, neste agora, Seja Luz!

15 Comentários
  1. Muito bom!!!

  2. hum..de perder o folego, se pensar muito!!!Digerindo devagar…Uau!

  3. A minha dúvida é a respeito do sétimo corpo, qdo diz que somos imagem e semelhança da Fonte…..essa parte eu não entendi direito….
    Obrigada

  4. Gratidão pelos esclarecimentos!!! Sejamos LUZ!

  5. Responder
    Elaine Fernandes 29/10/2013 em 7:28 PM

    Se puderem explicar melhor, o sétimo corpo é a nossa identidade e o oposto dele. .???? Não entendi bem. Gratidão.

    • Não é OPOSTO… é a ponta oposta. Imagine que numa ponta de nós mesmos está a nossa IDENTIDADE, o sétimo corpo, o mais sutil possível. Na outra, o corpo físico, nossa IMAGEM, o mais denso possível.

  6. Responder
    katiane oliveira 30/10/2013 em 5:42 PM

    Nessa vida ,conseguimos contactar ao 7 corpo energético, com tantas a tribulações?

    • Não! Ou melhor, como é que podemos responder definitivamente a isso? rsrsrs
      Não é frequente, nem é comum, nem é impossível.
      Se conseguirmos dar conta de integrar o nosso sistema básico de corpos para uma dimensão: 4.o, 3.o. 2.o e 1.o, viveremos plenos e felizes. Quanto aos outros… bem, apenas se se isso for necessário para existir bem aqui e se tivermos experiências suficientemente fortes em outras existências que nos levem a eles, com mais facilidade.

  7. Muito bom este material.

  8. Parabéns, amei o texto! Fa-bu-lo-sa constatação. Somos todos UM, não é? Aqui hoje, percebendo ou não os sete corpos, experimentando a vida na Terra.

  9. Preciosas informações !

  10. somos a Fonte q decidiu individualizar p viver experiencias, …! tão simples e generoso: somos todos um. ninguém está excluído, ou é melhor ou mais.
    isto tranquiliza tanto a mente, o coração!
    gratidão. um imenso abraço de Luz, Equipe!

  11. muito interessante! os corpos energéticos também são conhecidos como chakaras. É o mesmo assunto , mas em linguagens diferentes?
    -por favor corrijam ou confirmem.

Deixe uma resposta para Equipe Era de Cristal Cancelar

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Unaversidade