Economia de Energia?

energiaPor Iara Bichara

Nos últimos tempos não se fala em outra coisa. Apesar de tema atual de todas as conversas e noticiários, o assunto não é tão novo assim…

Há décadas que se discute sobre a futura escassez de água, o esgotamento do petróleo, a mudança climática e outros inumeráveis desconfortos decorrentes, em parte, de situações impostas pelo progresso tecnológico e pelos hábitos que desenvolvemos em função dele e em parte pela desmedida exploração do poder.

  • Quem pensaria em tomar dois ou três banhos ao dia se, em vez de ligar o chuveiro tivesse que tirar água do poço, esquentá-la – em um fogão à lenha ou a carvão – e depois dar um destino à água e limpar a banheira, a tina ou a bacia utilizada para o banho?
  • Quem deixaria de ter o monopólio de um recurso, para desenvolver uma via energética de baixo custo ou livre de pagamentos e disponível para todos?

Pois bem, esses dois fatores andam atados um ao outro, interdependentes e nós só começamos a pensar nesse questionamento, no momento em que vemos esses recursos desaparecendo e sentimos na nossa qualidade de vida e, especialmente, no nosso bolso o resultado dessa fuga.

Embora seja duro admitir, talvez a alta recente no valor da luz elétrica e seus próximos reajustes – que serão inevitavelmente feitos no decorrer deste ano, além do controle e racionamento no consumo – tanto de água, quanto de eletricidade – sirvam para que possamos adequar o nosso comportamento a uma visão mais econômica e semelhante ao que já é praticado em outros países que sempre viveram com poucos recursos disponíveis, que se prepararam para enfrentar essa crise e ainda continuam buscando melhorias nesse setor.

Por outro lado, os momentos críticos são a fonte das invenções.

Conhecendo o iminente esgotamento do petróleo, os Emirados Árabes Unidos já se prepararam para continuar com seus negócios ativos, quando isto ocorrer, e já há alguns anos, fazem investimentos importantes no setor das energias limpas e renováveis.

Acaba de ser divulgado que dois suíços – Bertrand Piccard e André Borschberg – projetaram e construíram em Abu Dhabi, capital dos Emirados Árabes Unidos, o avião Solar Impulse 2, movido exclusivamente com energia solar.

O equipamento já realizou três testes de voo, sem apresentar problemas e, se tudo correr bem, partirá no próximo sábado, sete de março, para percorrer 35 mil quilômetros numa volta ao mundo, que terá cinco meses de duração, pois ele voa a uma baixa velocidade (entre 50 e 100 km/h).

Os quatro motores da aeronave são alimentados por 17 mil células solares instaladas na cobertura do avião. A cabine é pequena (apenas 3,8 m3), não possui ar condicionado nem calefação e foi projetada para abrigar apenas um piloto. Segundo André Borschberg, esse voo é mais um desafio humano do que técnico, pois na etapa mais longa do percurso, o piloto voará por cinco dias e noites consecutivos.

Piccard, o outro pai do projeto, deixou esta linda declaração:

“Queremos demonstrar que agora as tecnologias limpas e as energias renováveis permitem alcançar coisas consideradas impossíveis. E o que fazemos voando todos podem fazer na terra, em sua vida diária, com o objetivo de economizar os recursos naturais do nosso planeta.”

A matéria completa sobre o avião Solar Impulse 2 foi publicada no UOL Notícias de 02/03/2015 às 11h53.

É claro que não se pode pensar ainda em utilizar esse tipo de instrumento na aviação comercial, mas imaginem no dia-a-dia da agricultura, em pequenos deslocamentos e, com o passar do tempo, desenvolvendo novas técnicas, quantas outras ideias e inovações surgirão a partir desse invento!

Para reflexão, deixo a Lei da Informação, do Codex:

“Informação é igual à energia e energia é igual à informação; energia carrega energia e energia carrega informação; informação carrega energia e informação carrega informação.”

Estamos economizando energia?

Seja Luz!

6 Comments
  1. Reply
    Celia Percevalli Theodoro Mendes 05/03/2015 at 10:33 AM

    Grata pela Informação, gerou a mim nova energia!!!! Namastê.

  2. Reply
    Erci R.P.Galdino 05/03/2015 at 10:50 AM

    Muito esclarecedor. Doe Amor e receba Amor.

  3. Querida Iara,
    Grata por nos ampliar e reavivar nossos registros e memórias.

  4. Gratidão, Iara Querida! <3 Transpondo aos outros meios de transporte, que mudança mais significativa!!! Quanta Luz… ☀ me lembrei do primeiro bairro solar da Alemanha que já produz QUATRO vezes mais energia do que consome: http://ciclovivo.com.br/noticia/bairro_solar_na_alemanha_produz_quatro_vezes_mais_energia_do_que_consome

  5. Gratidão Iara, trazendo clareza para nossas reflexões. Sua frase sobre os momentos críticos, me lembrou outra que diz ” É nos momentos de crise que se forjam os grandes caracteres e surgem as mais poderosas nações.”(Paiva Netto).. é uma grande verdade.

  6. Reply
    Cristina V Haas 06/03/2015 at 5:36 PM

    Sim o resgate de atitudes conscientes, numa construção de nova Cultura onde a verdade é respeitada com harmonia e amor. Aplicando o Codex no dia-a-dia! Gratidão Iara!!

Leave a reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Unaversidade