Da palavra para a ação

poderTodos nós, por muitas existências, vivemos como buscadores de conhecimentos, de aprendizados, de técnicas diversas para curar.

E nesse caminho, até aprendemos algumas e sem dúvida, nos aplicamos em outras, mas como se tudo fosse apenas um passatempo, sem levar muito a sério…

Só que quando algo não vai bem, logo procuramos “alguém” que possa nos ajudar a voltar ao equilíbrio, a melhorar a saúde, o relacionamento, as finanças e fazemos tudo isso, sempre colocando a responsabilidade por essas ações no outro, e entregando-lhe o poder de transformar e de mudar a nossa vida.

De que serve aprender tantas técnicas, cursos, formas de curas, se na hora de usar todas essas ferramentas a nosso favor, saímos em busca de ajuda, passando a responsabilidade de mudança para terceiros, isso quando ainda não ficamos reclamando que “isso não funciona aquilo não resolve”?

A pergunta principal é :

Será mesmo que estamos dispostos a nos confrontar, a rever as nossas desculpas de sempre?

Queremos que o  trabalho seja bem feito, mas não saímos do lugar.

O novo tempo que vivemos já não suporta mais esse tipo de atitudes; estamos na era da transparência, era de transição; ela está ocorrendo, estamos no início, mas ela se mostra em todo lugar, basta que estejamos disponíveis para acessar essas respostas.

Vamos passar da palavra para a ação, e seguir no processo de auto-aprimoramento, fazendo o nosso melhor para nós mesmos e para a coletividade.

Este é um momento de ação sem resistência, agindo com amor, nas pequenas mudanças internas que irão ter reflexo no externo.

Seja Luz!

1 Comment
  1. Reply
    Cláudia Sampaio 16/03/2016 at 12:20 PM

    Gratidão pelo artigo, Querida Zê Batista! ❤ E por esta capacidade de sintetizar, sem delongas, com transparência e essência o que há de mais alinhado com o propósito que move nossos corações. ❤

Leave a reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Unaversidade