Comida fresca e Jean Yves Leloup

prato variado“Vejo a humanidade em uma situação de apocalipse, entendendo a palavra apocalipse como revelação. Há algo desmoronando, e há também algo que está nascendo. Nós escutamos o barulho do carvalho que cai, mas não escutamos o barulho da floresta que brota. Ouvimos o ruído das torres desmoronando, mas não escutamos a consciência que desperta. No mundo de hoje há muitas coisas que desmoronam, e em geral falamos das coisas que fazem ruído, mas não falamos da sementes de consciência e de luz que estão germinando.”

Jean Yves Leloup

Jean Yves Leloup é uma das figuras contemporâneas que mais me agrada em termos de pensamentos profundos.

“Doutor em Psicologia, Filosofia e Teologia, escritor, conferencista, dominicano e depois padre ortodoxo, oferece através dos seus livros, conferências e seminários um aprofundamento dos textos sagrados, assim como uma abordagem e uma reflexão extremamente ricas sobre a espiritualidade no quotidiano graças à uma formação pluridisciplinar de rara complementaridade.  Membro da organização das Tradições Unidas, doutor honoris causa e ciências da Universidade de Colombo (Sri Lanka), Jean-Yves Leloup ensina na Europa, nos Estados Unidos e na América do Sul em diferentes universidades e institutos de pesquisa em antropologia fundamental.  É autor de mais de 50 obras, além de ter comentado e traduzido os evangelhos de Tomé, Maria de Magdala, Felipe e João.  Ele participa igualmente de vários encontros entre as diversas tradições.”

Mas não é o aspecto acadêmico que me encanta nele; é sua habilidade para falar do mais importante, ligando tradições e perspectivas e respeitando-se.

A palavra “respeito” cabe aqui como uma reflexão: na onda do “vamos seguir a galera”, acabamos por nos ver enredados num mar de conceitos, jargões e premissas que, por um lado,  não nos servem e por outro, nos confundem em termos de sabermos qual é a nossa base.

Base, alicerce, fundação… quem é você, por trás das camadas de conhecimento adquirido e da vontade de não ser quem está sendo?

Para acharmos a resposta é necessário um pouco de seleção. Leloup fala de ruídos misturados e não julga nenhum deles, apenas os analisa, determinando que uns dão conta do acabar e outros, do recomeçar. Quais são mais importantes?

Nem é preciso pensar muito para responder: ambos, são fundamentais para o que está acontecendo, mas a nossa escolha, a cada segundo, nos carrega de mais informações sobre uns, ou sobre os outros.

Então, nossa vida é pautada por ondas de informações, que moldam nossos humores, decisões e fundo mental. A conversa dentro de nós, essa trilha sonora individual, é totalmente baseada nas cargas externas de informações, e assim, energias, e num determinado ponto, não sabemos mais o que pensamos sobre algo… pensaram por nós, estão nos abastecendo, preenchendo, conduzindo, de uma certa forma.

O bom é isso constantemente modificável!

Imaginem se tivéssemos que nos sujeitar a um só canal de comunicação externo e não falo apenas de emissoras, de sites, de mídias; estou incluindo pessoas, leituras, músicas, ambientes, tudo isso, colaborando para que fiquemos recheados de mais informação.

Se uma dieta variada e um prato colorido fazem um bem enorme ao corpo físico, a mesma dica vale para a nossa saúde mental e energética!

Escolha com consciência seu alimento informativo; selecione o que traz nutrição e não, o que sacia no momento. Dê tempo para que tudo seja digerido, preste atenção ao que lhe é indigesto, às suas alergias, às intolerâncias… Vejo o prazo de validade dos componentes… Consuma moderadamente, deguste cada energia, sinta-a integrando-se a você e fazendo parte de um novo organismo, transformando suas células — no caso das informações, suas sinapses e seus corpos sutis — e sobretudo: experimente novos sabores.

O Codex, por exemplo, não cabe no padrão antigo, assim como espinafre — mesmo que temperado com alho e azeite — não é macarrão alho e óleo!

Se a gente quiser fazê-lo caber no que já existe, vai ficar frustrado com o resultado, porque ele não se encaixa no molde A, B ou C.

Suas premissas a anteriores servem apenas como baliza e parâmetro para compreender o novo, mas não explicam o novo, nem o fazem funcionar, ser posto em ação.

Essa cabeça que pensa que pensa, muitas vezes não está consciente de que apenas repete… Um prato requentado e embolorado, ao invés de um fresquinho…

E aí… bem, aí, ficam os ruídos do carvalho e não os sons das sementes brotando…

Leloup, Leloup, se você não tivesse escrito esse pensamento em 1995, eu teria certeza absoluta de que o Codex te leu…

Em todo caso, já mandei! Você vai sim, adorar! 🙂

Seja Luz!

10 Comments
  1. Nossa! A maior surpresa do texto dele veio mesmo ao ver a data em que foi escrito !
    Uma bela reflexão..a digerir melhor, aos poucos, durante várias refeições…grata!

    • Deixei como gran finale… 😀 Também amei! Bj bj querida Mirtes.

      • Acabei de ler o texto,como se fosse de hoje!Tomei o maior susto quando vi meu comentário de 2013!!Dois anos exatos..E foi como se o estivesse lendo pela primeira vez!
        Fiquei preocupada..srsrsr, achando que estou “despertando”,mas estou é perdendo a memória!bjsss.

  2. EXcelente matéria! Impressionante a sincronicidade! Ainda estes dias tenho refletido sobre as informações ( energias ) detidas, guardadas para os iniciados, e foram guardadas tanto tanto tempo, que o papel amarelou, mal dá para “ler”, de tão dobrado o papel! E, finalmente quando conseguimos decifrar alguma palavra, já está obsoleta! Demorávamos anos e anos para ter uma pista a seguir, agora, em um instante desvendamos os “mistérios”! Os barulhos se misturam, mas o foco é no novo, na semente, na construção, na edificação em solo firme! Grata, Luzmastê!

  3. Reply
    Edilce Maria Maia Berberian 02/07/2013 at 7:38 PM

    Ele sabia, sentia e intuia que sementes de consciência e de luz estavam germinando…Assim como nós também estávamos nos preparando para esta época maravilhosa. Ah, fui até localizar meu livro sobre Maria de Magdala e ver se havia algum comentário desta pessoa iluminada.

  4. MUITO LEGAL! AMEI A RELAÇAO COM A NUTRIÇÃO NOSSO PRINCIPIO BÁSICO,A IMPORTANCIA DA NUTRIÇÃO MENTAL E ENERGÉTICA(.ASSIM COMO OS OBESOS DENOTAM PROTEGER-SE COM CAMADAS DE GORDURA, AQUELES CHEIOS DE CONHECIMENTO APENA S SE PROTEGEM COM ERUDIÇÃO E TEMEM O CONHECIMENTO ESPIRITUAL, ME SINTO UM DELES,MAS VOU COMEÇAR A PRESTAR MAIS ATENÇÃO AO QUE ENTRA PELA BOCA MENTAL… ). MUITO SUTIL AS SEMENTES DE CONSCIENCIA GERMINANDO,NÃO VEMOS MAS ELAS ESTÃO AI SÓ O TEMPO VAI PODER MOSTRAR ONDE ELAS FORAM BROTAR….MEU VOTO É QUE A CONCIENCIA DE CADA UM FINALMENTE SE ABRA À LUZ VIBRANTE E MARAVILHOSA DE SEU SOL INTERIOR ! NAMASTE! EU SOU O OUTRO EM VOCE !

  5. Uau… Tudo perfeito no Plano Divino, dependendo apenas de cada um de nós iniciarmos a nossa transformação… Quanta LUZ nos preparando o caminho, bastando apenas “ter olhos de ver e ouvidos de ouvir”.

    E olha só, Alê…. Não com as tuas palavras, óbvio, mas desde ontem tenho pensado nisso tudo que vc falou. Como cada um utiliza e se reorganiza com todas essas informações disponíveis? O que realmente faz sentido à minha alma e que pode me ajudar a superar e enfrentar minhas dificuldades no cotidiano? Para mim, o CODEX e as tuas reflexões, fazem tanto sentido que tornei-me uma pessoa muito mais feliz e plena. Colocar em prática todo esse aprendizado e não só buscar sincronicidades…. penso que é o melhor caminho. Grata por este artigo que corroborou o que estava tentando traduzir- coração x pensamento.

  6. Quanta percepção e sensibilidade, trocadas em miúdos!!! Amei! Abração de LUZ a todos vocês, meus queridos!

  7. Reply
    Cléria Cunha de Oliveira 04/07/2013 at 1:05 AM

    Tenho acompanhado o site. Gosto muito das leituras, e artigos. Me inscrevi no curso do CODEX. Estou com problemas para acessar a sala de aula do curso.
    o meu nome de usário e senha, não está sendo aceito pelo site. Por favor me ajude a solucionar isto. Não consigo recadastrar novamente, por que o nome de usuário, e-mail, e senha já existem. Como faço. Por favor me mande um e-mail. (meu e-mail: cleria_cunha@hotmail.com) Muita Gratidão por isto e por tudo que tenho aprendido com voces! Namastê!

Leave a reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Unaversidade