Cientistas russos afirmam que chip pode ter mais de 250 milhões de anos

Os investigadores das regiões de Rostov e de Krasnodar chegaram a essa conclusão depois de uma descoberta única feita por um habitante da cidade de Labinsk.

chip

Quando pescava, Viktor Morozov descobriu uma pedra desconhecida, no interior da qual se encontrava um microchip, informa o jornal Mir Novostei.

Depois de analisar o “artefato” encontrado, os especialistas concluíram que ele pertenceu a uma civilização mais desenvolvida do que a humana, que viveu na Terra antes de nós.

A descoberta única conservou-se desde tempos antigos por ter estado “mergulhada” na pedra, explicam os cientistas.

Na véspera, no laboratório do Instituto Politécnico de Novocherkassk, região de Rostov, foi realizado, com os esforços da cadeira de geologia, um estudo para determinar a idade da descoberta. Constatou-se que a pedra anormal tem cerca de 250 milhões de anos. Este fato é uma prova da existência na Terra de uma civilização ultradesenvolvida muito antes do aparecimento do homem antigo. Provavelmente, nós só num futuro longínquo possamos atingir o nível de tecnologia por ele alcançado.

Fonte Original do Artigo

Vídeos

Imagens

chip2 chip3

 

4 Comments
  1. SENSACIONAL, NOSSA HUMANIDADE TEM MAIS DE 500 MILHÕES DE ANOS… DAÍ A PERGUNTA: QUANTAS VEZES CONSEGUIMOS DESTRUIR O QUE CONSTRUÍMOS? QUANDO IREMOS APRENDER?

  2. Tá, 250 milhões de anos. Mas, a pedra é daqui? Se for realmente prova que desenvolvimento tecnológico de nada vale em termos qualitativos. Onde está o povo produtor do chip? Destruiu tudo e foi embora? Ou previu uma catástrofe natural e conseguiu sair a tempo, limpando seus vestígios. Só sobrou um chip escondido numa pedra?

    • Aí não sabemos. Pode ter sido um chip de uma civilização que esteve por aqui e se foi… A gente não entende nem bula de remédio feito aqui, por gente daqui deste tempo e deste espaço, quanto mais coisas codificadas de outras eras… kkkk Vamos investigando…

  3. Tem um médico no Peru chamado Javier Cabrera Darquea, que inspirou J.J.Benítez a escrever o livro: Existiu outra Humanidade. Falam das pedras de Ica. Traz conhecimentos impressionantes sobre muita coisa, numa época hiper remota… Vivemos ciclos evolutivos na Terra? Essa civilização evoluída (com ou sem chip) somos – Eu – nós atuando em outra Temporada?

Leave a reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Unaversidade