Buracos negros e a Lei da informação no Codex

buraco negroNa semana passada, enquanto cuidava dos afazeres domésticos e ouvia um programa matinal de rádio, fui atraída por uma matéria que tratava sobre buracos negros e a notícia divulgada pelo cientista Stephen Hawking, de que a informação das coisas engolidas permanece.

Apesar de gostar do tema e de procurar me manter atualizada sobre os assuntos da ciência que se referem à física quântica, não tenho capacitação científica suficiente para debater sobre isso e deixo a critério de vocês o aprofundamento no conhecimento científico que trata das últimas teorias estudadas.

Porém, o que me fez pensar mais profundamente nesse assunto – motivo do atual artigo – foi a sincronia entre o que a ciência está estudando – e suas novas descobertas – com os princípios desenvolvidos nas Leis do Codex.

Em termos muito simples, pode-se dizer que os buracos negros são fenômenos cósmicos que têm origem na morte das estrelas com grande massa, o que se dá quando ela fica sem combustível. Esse colapso reduz o núcleo dessa estrela a uma pequena quantidade de matéria (que depois também desaparecerá) e o restante, do tamanho que ela tinha, transforma-se num campo gravitacional tão forte que atrai e suga objetos.

Há muito tempo os cientistas estudam e elaboram teorias sobre o destino do que é engolido pelos buracos negros. Supunha-se que nada poderia escapar de sua gravidade, nem mesmo a luz.

Um dos cientistas mais conhecidos na atualidade, Stephen Hawking, após desenvolver várias teorias ao longo de muitos anos de estudos, afirmou em uma entrevista coletiva em Estocolmo, na Suécia, que os buracos negros podem levar a um universo paralelo, alternativo***. Ele considera que nos limites de um buraco negro, numa região denominada “horizonte de eventos”, fronteira de onde – supostamente – nenhuma partícula sairia, os objetos podem acabar armazenados, como um “holograma”, ou cairiam em outro lugar.

Portanto, se dessa afirmação podemos concluir que a informação das coisas engolidas permanece, podemos ligar a isto o conceito e a explicação da 35ª. Lei do Codex, a Lei da Informação, onde:

“Informação é igual à energia e energia é igual à informação; energia carrega energia e energia carrega informação; informação carrega energia e informação carrega informação.”

E na explicação que nos foi passada sobre essa Lei, temos, enfim, a ligação entre as descobertas da ciência e os conceitos do Codex, quando temos:

“Qualquer energia emitida é igual a uma informação que ficará armazenada em algum ponto, seja na malha do tempo, seja na malha do espaço, seja em algum outro ser; a informação e a energia são, para o programa cósmico, exatamente a mesma coisa.”

A cada dia, a cada passo, estamos mais perto do ponto que unifica o conhecimento!

Seja Luz!

***Nesta página há um vídeo sobre o assunto, pelo próprio cientista. Em inglês. 

1 Comment
  1. Reply
    Janice Valeria Pedro 06/09/2015 at 4:02 PM

    Ótimo Iara!!! Poderíamos dizer que os buracos negros seriam a “plasticidade” do grande cérebro cósmico e o que ele engole, são suas sinapses??? Estão lá, armazenados…podem tornar-se, inclusive, universos paralelos… outras formas de se viver, acontecer… ser. Tudo está adquirindo uma rapidez impressionante, não é mesmo Iara? O que nos é, hoje, verdade, amanhã não mais será…dias de muito silencio, ao meu ver. Gratidão!!!

Leave a reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Unaversidade