Ativar e Calibrar a Pineal

Localização pineal no cérebro

No nosso grupo de contato no Facebook, Osvaldo Grecco postou um tópico prá lá de interessante sobre frequência da Terra e suas mudanças:

Segundo pesquisadores da nova era e alguns amparadores espirituais, a evolução está provocando, atualmente, a sintetização cerebral. É um novo salto ou mudança de freqüência. Ela permitirá a elaboração do novo padrão cerebral: o sintético (perfeita harmonização entre o hemisfério direito e o esquerdo razão e sentimento). Isto quer dizer que o ser humano está entrando em nova freqüência vibracional. Há 30 anos o geofísico Schumann descobriu que havia uma graduação de voltagem entre a ionosfera e a Terra. Essa freqüência era de 7 hertz ou ciclos por segundo e é chamada pela ciência de Freqüência Schumann. No inicio dos anos 90 os cientistas comprovaram que esta freqüência planetária estava alterada, aumentada para 8,3 hertz. A hipótese de Patrick Drouot, físico francês, é de que o Planeta Terra está entrando num novo ciclo, ou seja, numa nova freqüência.

No final dele, na parte de discussões, surgiu o assunto dos ativadores, junto com a Camila e o Hercílio. Para quem nunca ouviu falar sobre isso, pode parecer tentador usar um ativador e encurtar o caminho… e é!

Mas e se conversarmos no geral, sobre algumas maneiras de começar o trabalho com sua pineal, antes de calibra-la, que é justamente a função do ativador? Vamos lá?

Informações gerais sobre pineal e ativadores:

A pineal é uma glândula localizada no exato centro do cérebro (centro horizontal e vertical), tem o tamanho de um grão de ervilha e a consistência física de um globo ocular.
É através dela que nos conectamos com os níveis de consciência diferenciados, para mais e para menos, se falássemos de uma escala de valores de vibrações mais densas ou mais sutis.
A pineal está para o coração como o cérebro está para os impulsos externos. “Entendemos e decodificamos” as informações vindas do coração com a ferramenta pineal, bem como o fazemos quanto às informações externas, que são compreendidas e decodificadas pelo cérebro.

Dito isso, é preciso que ativemos mais conscientemente nossa pineal, porque é verdade que ela funciona sem nossa ativação, porém, desse modo, não temos controle sobre as informações. É como quando você folheia um livro: é claro que seu cérebro absorveu e até leu o que viu, mas não conseguimos organizar e decodificar as informações!

Assim, note que são duas coisas diferentes: ativar e calibrar. A ativação diz respeito ao uso consciente da pineal e a calibração se relaciona ao funcionamento da mesma, alinhado com a frequência do planeta Terra, fato medido em Hz e comprovado cientificamente. Se “vibramos” na mesma frequência que o planeta, nos parece lógico que desta forma, possamos decodificar mais informação!

Por tudo isso, precisamos ATIVAR E CALIBRAR A PINEAL E SÃO PROCESSOS DIFERENTES. 

Tudo isso é simples e aqui vão algumas dicas. Complete esse post com suas próprias experiências:

Para quem nunca trabalhou a pineal: ATIVAR, NÍVEL 1

  • faça massagens delicadas e circulares na região da testa, entre os olhos, tanto em sentido horário, quanto no sentido anti horário;
  • quando for tomar banho, regule a temperatura do chuveiro para “morno” e coloque o jato do chuveirinho na região da testa, por mais de 1 minuto;
  • semanalmente, deite-se e coloque um cristal sobre a área. A energia das pedras ativa a pineal. *Lembre-se: cristais precisam ser constantemente limpos para ficarem saudáveis. São criaturas com vida e biologia diferenciada e absorvem a energia ao redor. Deixar no sol, à luz da lua ou limpar com água corrente já resolve. Se forem provenientes do mar, ponha-os para dormir numa bacia com água e sal grosso. Isso não é mandinga não! ahahaha é presentea-los com o ambiente que conhecem;

Para o nível intermediário: ATIVAR NÍVEL 2 – juntando ativação, com calibração:

  • durante suas meditações ou momentos de relaxamento, foque a atenção na pineal. Deixe que ela “gire” e perceba para que lado. Peça, conscientemente, para que corrija sua rotação, tanto em velocidade, quanto em direção, se for o caso;
  • use cores (lanternas, abajures, leds, etc) diferentes em suas meditações. Foque a luz para a área da testa;
  • comece a fazer meditações com o auxílio de som. Escolha músicas com compassos definidos. A música clássica é excelente;

Para o nível avançado: CALIBRAR

  • utilize ativadores**, que são basicamente arquivos de áudios com frequências definidas, que calibram a rotação de sua pineal, porém, comece com frequências mais baixas, porque seu funcionamento energético está acostumado a eles. Nascemos (os com mais de 15 anos) numa frequência bem menor do que a atual. Suba gradualmente, ao longo das semanas, até se emparelhar com a frequência atual.

** Para achar ativadores, procure no seu mecanismo de busca pelo termo: “Pineal Gland Activator Meditation” e verifique qual é a frequência, em Hertz que ele trabalha.