Amor e superação

Logo Na Rua da JuliaEstou sempre observando as situações do nosso dia-a-dia e sempre procuro relacionar com as Leis do Codex que estudamos e divulgamos aqui no Movimento.
Hoje vou falar um pouco sobre a história de uma mãe, que criou um projeto de brincadeiras para ajudar o desenvolvimento da filha, e que passou por um momento de perda e tristeza, mas que mesmo assim agiu usando a coragem e a resignação, e continuou o projeto como forma de preservar os bons momentos que viveu com a filha.
Um projeto que mostra como o Amor, e a não resistência fazem toda a diferença na vida das pessoas. ‘O Amor coloca o bem estar, a ocupação e os sentimentos para com os outros, acima do eu.”
O entusiasmo, “Movendo o fluxo das energias tornando possível a manifestação de algo. Criar espaços de expansão para si e para os outros.”
Ela  deu seguimento as atividades que fazia com a filha e agora vem divertindo e ensinando tantas crianças as delícias da brincadeiras de rua.
Um projeto digno de reconhecimento e respeito. Vejo na atitude dessa mãe grandes lições e como o Amor como base pode ser praticado de forma natural e enriquecedora.
* Um pouco mais da história:

Como Surgiu o Projeto

Ana Júlia tem oito anos de idade. Ela é atenciosa, cheia de imaginação e adora brincar. Sua mãe contou histórias do tempo de criança e como brincava na rua.

Júlia pediu à mãe que lhe mostrasse quais eram as brincadeiras mais divertidas, porque a menina quase não via crianças pulando corda, elástico, correndo de pega-pega, jogando queimada, rodando pião e outras mais… Ficou imaginando que seria legal brincar na rua. Será que ela podia também?

Aquilo virou uma grande novidade, porque aos sábados enquanto brincavam, outras crianças curiosas foram aparecendo. Elas perguntavam: podemos brincar? Cada criança, com seu jeitinho, tamanho e idade, aprende rapidamente que a rua é um bom lugar para extrapolar alegrias, combinar encontros, aprender a respeitar o próximo e trocar experiências.

Nas brincadeiras da filha com outras crianças, nas conversas entre elas, a mãe viu na prática que existe uma sabedoria especial na infância que atravessa gerações.

A ideia prosperou por três anos e no dia 16 de setembro de 2014 a menina Julia se despediu. Ela não está mais presente entre nós e não pode mais participar das brincadeiras, mas continua fonte de inspiração para sua mãe que desejosa de compartilhar os aprendizados da infância de sua filha e de outras crianças apresenta o projeto: Na Rua da Júlia.

*http://www.naruadajulia.com.br/empresa/

http://entretenimento.r7.com/hoje-em-dia/videos/historia-emocionante-mae-supera-drama-com-incrivel-forca-de-vontade-08052015

2 Comments
  1. Querida Zeneide, quanta sabedoria nesse seu artigo! Todos, a toda hora, pronunciam a palavra amor, mas poucos colocam o outro acima do eu. E, com simplicidade, mas com boa vontade, quanta coisa maravilhosa pode ser feita. Gratidão!

  2. Gratidão Iara, realmente isso é uma grande verdade. O exemplo dessa mãe é digno de reconhecimento.

Leave a reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Unaversidade